Adson vira chave para Sul-americana e pede calma após derrota: “Não tem desespero”

Presidente atleticano vê momento de analisar erros e acredita que o time tem capacidade de reverter o prejuízo no jogo da volta

0
Presidente vê deficiência nas finalizações e pede rendimento melhor no jogo da volta (Foto: Paulo Marcos / ACG)

O Dragão não viveu uma boa noite de terça-feira. O time entrou com uma formação reserva diante do Grêmio Anápolis e acabou saindo derrotado do Jonas Duarte pelo placar de 1×0, gol de Lucão. Além de sair atrás na disputa pela final do Goianão, o time também viu encerrada uma sequência de 20 jogos de invencibilidade. 

Apesar de saldo negativo, o presidente do Atlético, Adson Batista, diz que esse é um momento de calma e análise:

“Não tem desespero, a gente perdeu, entramos com um time alternativo, foi uma estratégia nossa. Temos que olhar para nós, não merecemos ganhar o jogo. Então não tem que ficar transferindo responsabilidade. Agora o que precisamos fazer é esquecer e pensar no Libertad-PAR”.

Mesmo com a cabeça já focada na Copa Sul-americana, Adson não diminui a importância do título goiano para as pretensões do Atlético na temporada:

“O Goianão é muito importante para nós, precisamos ser tricampeões. Um título assim fica para a história, isso é o que vale. Vamos para o Paraguai, temos um compromisso importantíssimo lá e depois de quinta-feira voltamos a pensar no Grêmio. Temos condições de reverter, vamos nos preparar para fazer um grande jogo no domingo que vem”, finaliza. 

Sobre a atuação do time diante do Grêmio Anápolis, Adson vê uma falta de efetividade na finalização das jogadas e pede que os atletas entreguem um pouco mais no jogo da volta: “Não estamos fazendo os gols, precisamos ser mais decisivos ainda mais nesses momentos. Não é culpa do Jorginho, a gente cria, ele tem trabalhado. Nós precisamos de mais, isso ficou claro”.

O confronto decisivo acontece no próximo domingo, às 18h30, no Estádio Antônio Accioly. Antes disso, o Dragão tem um duelo dificílimo contra o Libertad-PAR, líder do grupo, na quinta-feira (06).