A prudência!

0

De todos os amores, o próprio.
De todas as razões, a flexibilidade.
De todas as medidas, o equilíbrio.
De todos os caminhos, a paz.
De todos os sentidos, a intuição.
De todos os conselhos, o exemplo.
De todo sofrimento, o aprendizado.
De toda queda, o recomeço.
Da solidão, a poesia.
Da necessidade, uma oportunidade.
De todas as ideias, um sonho.
Na dor, a esperança.
Em meio a tantos conflitos, a fé.

Thiago Mendes

Leia também:

Daqui pra frente !

A benção !