CBF detalha ações para o retorno do futebol no Brasil

0
Foto: Reprodução / TV Band

O secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Walter Feldman, concedeu entrevista exclusiva ao programa Os Donos da Bola, da TV Band, nesta terça-feira (5) e comentou sobre o futuro do futebol no país e como pode ser realizado o retorno das competições.

Segundo Feldman, CBF, clubes e federações mantém contato frequente para tentar definir a melhor solução para o retorno das atividades e o que será feito com as competições no Brasil – “Hoje, existe uma articulação, talvez única na história do futebol, entre CBF, Federações e clubes. O tempo todo a gente está discutindo com todo mundo, tentando achar uma saída que seja mais adequada”, disse o secretário-geral.

Feldman então citou que a CBF tem tomado algumas ações e citou como exemplo as férias coletivas datas pelos clubes – “Continuamos em assembleia permanente para decidir os próximos passos. Foram vários, mas vou citar um. Férias coletivas de 20 dias e, depois, 10 dias. Acabado esse período de férias, reunimos todo mundo e perguntamos o que iriamos fazer. A sugestão, não consensual, foi a de dar uma direção, orientar cada clube a tentar reorganizar o plantel. Seja por teleconferência, seja com o cuidado rigoroso, através de um protocolo de segurança e saúde, para que a gente possa, aos poucos, ir preparando os jogadores para no dia que voltar, eles estejam, de alguma forma, preparados para em alguns dias, ou semanas, voltar a participar dos campeonatos”.

O secretário também disse que não existe uma previsão de retorno, mas que federações e clubes seguem otimistas, mas que o futebol só deve retornar após as autoridades de saúde, no plano federal, estadual e municipal definirem que é possível voltar coletivamente, que dê para abrir os estádios e voltar a jogar.

Assista a entrevista completa:

Volta com os estaduais e partidas entre natal, ano novo e janeiro


Walter Feldman também comentou que os estaduais podem servir de teste para o retorno do futebol no Brasil – “Nós achamos que é mais fácil voltar com o estadual, até como ensaio de retorno. O nacional é mais difícil, a malha aérea ainda está muito comprometida, disse o secretário, que também revelou que as competições podem ser disputadas durante os meses de dezembro e janeiro – “eu diria que esse passo a passo nos permite a dizer que com ajustes no calendário, essa extensão de férias pode nos ajudar a ter algumas datas no final do ano, entre natal e ano novo, o aproveitamento de algumas datas de janeiro”, finalizou Feldman.

Alguns clubes já anunciaram a volta aos treinos, como o Internacional, que retornou aos treinamentos nesta terça, 5. Já outros, como o Palmeiras, manteve os treinamentos através de chamada de vídeo, com um profissional do clube orientando os exercícios que os jogadores devem fazer.

Do Grupo Bandeirantes