Vereadores eleitos e suplentes são diplomados em solenidade virtual histórica realizada pelo TRE-GO

0
Imagem: Divulgação

Os 35 vereadores eleitos por Goiânia e seus suplentes – bem como o prefeito e o vice-prefeito – foram diplomados nesta sexta-feira (18) pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO) em uma solenidade histórica, realizada, pela primeira vez, de forma remota, por causa das medidas de prevenção à COVID19. O evento foi comandado pelo juiz Leonardo Aprígio Chaves, presidente da Junta Eleitoral e responsável pela 2ª Zona Eleitoral da Capital, contando, ainda, com a presença do promotor de Justiça da área eleitoral Robertson Alves de Mesquita, e do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO), Lúcio Flávio Siqueira de Paiva. 

Toda a Sessão Solene foi transmitida, ao vivo, pelo canal oficial do TRE-GO no YouTube, onde pode ser acessada (clique aqui). Tanto os parlamentares eleitos quanto os suplentes e o vice-prefeito, Rogério Cruz (Republicanos), participaram da solenidade em plataforma virtual, por meio de links particulares disponibilizados previamente pelo TRE-GO. Foi a primeira vez, na história de Goiânia, que um prefeito eleito não participou da Diplomação – Maguito Vilela (MDB) segue internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, após ter sido contaminado, em outubro, pelo novo coronavírus. 

A Diplomação dos eleitos está prevista no Código Eleitoral e refere-se ao ato pelo qual a Justiça Eleitoral atesta quem são, efetivamente, os eleitos e os suplentes nas eleições municipais 2020, com a outorga do diploma devidamente assinado, pelo presidente da Junta Eleitoral. A Diplomação, portanto, habilita os eleitos à Posse e ao exercício do Mandato que postularam.

Compromissos

O vereador Isaías Ribeiro, do Republicanos, foi o mais bem votado no último pleito: recebeu o apoio de 9.323 eleitores. Na solenidade desta sexta-feira, foi ele quem falou em nome de todos os colegas eleitos. “Nós tivemos o privilégio de sermos eleitos em uma eleição municipal difícil por causa da pandemia. Foi um desafio, foi um processo eleitoral com dificuldades. Que possamos, agora, honrar a confiança em nós depositada”, afirmou, lembrando que a missão do vereador, ao cuidar do Município, “é como cuidar da sua própria casa”, pois trata-se da menor unidade federativa. 

Isaías Ribeiro destacou que os vereadores são os agentes políticos mais próximos da população. E reiterou: “Que nunca nos esqueçamos disso. Que possamos ter nossas portas sempre abertas ao diálogo, para ouvir, para buscar soluções para as demandas das pessoas que nos procuram, para, em conjunto com o Poder Executivo, promover a qualidade de vida e o bem-estar social”. 

Vice-prefeito eleito, Rogério Cruz, em seu pronunciamento, falou sobre o compromisso da nova administração municipal a partir de 1º de janeiro. “Nosso compromisso é dar continuidade ao legado de Iris Rezende, oferecendo maior qualidade de vida para a nossa população”, frisou. 

Além disso, ressaltou Cruz, é intenção do novo governo “promover uma gestão eficiente, para uma Goiânia sustentável e economicamente competitiva; uma Goiânia moderna e tecnológica, mas com foco no povo e suas questões sociais”. Nesse sentido, segundo ele, investimentos deverão ser feitos na Infância e Juventude, na melhoria da qualidade do ensino, na implementação de ações afirmativas que envolvam as pessoas com deficiência, os idosos e outros grupos vulneráveis, e no reforço da Assistência Social. 

Durante a solenidade de Diplomação, os nomes dos candidatos eleitos e dos suplentes foram lidos, em ordem alfabética, ao mesmo tempo em que foram exibidas suas respectivas fotos – as mesmas encaminhadas ao TRE-GO, para a votação.

Os 35 vereadores eleitos e os suplentes obterão os diplomas por meio do Diplomanet, serviço de emissão e validação eletrônica de diplomas, disponibilizado na página do TRE-GO na Internet. Os diplomas terão a assinatura eletrônica do presidente da Junta Eleitoral, de acordo com todas as normas que regem a matéria – o que garantirá aos documentos emitidos eletronicamente a legitimidade e oponibilidade sempre que demandada a sua apresentação.