Vacinação em servidores da Segurança Pública com mais de 51 anos tem início nesta segunda

Até a última sexta-feira (26), entre esses profissionais registrava-se um total de 4.295 acometidos pela Covid-19 e 47 óbitos desde o início da pandemia.

0
Vacinação Forças de Segurança Goiás
Ronaldo Caiado pediu que população se protegendo seguindo as normas de segurança. Foto: divulgação/governo de Goiás.

Na manhã desta segunda-feira (29), teve início a vacinação contra a Covid-19 em agentes das forças de segurança e salvamento do estado de Goiás. Nesta primeira etapa de imunização serão contemplados os servidores da ativa. A vacinação acontece na Academia de Polícia Militar, no Setor Universitário e será na modalidade drive-thru. O servidor deve apresentar a Carteira de Trabalho Funcional e estar fardado.

Em coletiva de imprensa, o governador Ronaldo Caiado (DEM), agradeceu o papel das forças de segurança no combate a pandemia. “Nós reconhecemos a importância das nossas forças de segurança. Elas superaram toda a primeira onda da pandemia e agora neste segundo momento, o que nós assistimos é pela ação determinada de cada um deles no dia a dia, na frente de combate a pandemia. São pessoas que estão diariamente tratando com os que são necessitados”, disse o governador.

Caiado também ressaltou o papel das forças de segurança na tentativa de evitar aglomerações e evitar festas clandestinas. De acordo com Caiado, 47 policiais militares já foram vítimas da Covid-19 no estado desde o início da pandemia. “Não estamos quebrando as regras nacionais, pelo contrário, estamos priorizando exatamente aqueles que por estarem na linha de frente, estavam sendo durante penalizados pelo número alto de óbitos”, pontuou.

Vacinação destinada às forças de segurança

De acordo com a Resolução n° 030/2021, da Coordenação da Comissão Intergestores Bipartite do Estado de Goiás (CIB), publicada no Diário Oficial do Estado, na última quarta-feira (24), 5% do quantitativo de vacinas contra Covid-19 das remessas enviadas ao Estado pelo Ministério da Saúde, a partir da data, começa a ter direcionamento para utilização nos trabalhadores das forças de segurança.

A ocorrência de casos de infecção por coronavírus entre o efetivo total da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-GO) apresenta uma taxa superior a 18%, quase o triplo se comparada com a população em geral. Até a última sexta-feira (26), entre esses profissionais registrava-se um total de 4.295 acometidos pela Covid-19 e 47 óbitos desde o início da pandemia. Os dados da SSP ainda revelam que o número de trabalhadores curados chegou a 4.075.


Leia mais: Justiça indefere ação do MP para vacinar apenas policiais da linha de frente