23.8 C
Goiânia
sábado, 25, junho 2022
- Anúncio -

 “Super Série B” acirra disputa entre campeões nacionais e equipe estreante

Equipes tradicionais do futebol brasileiro iniciam temporada 2022 da Segundona em alta e disputam as primeiras posições da tabela com “caçula” do ano

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Especial – Futebol Brasileiro

A “Super Série B”, assim chamada por contar com a participação de grandes e tradicionais campeões brasileiros, tem seu início marcado pela forte disputa entre os apontados como favoritos pelas primeiras posições. Disputam o topo da tabela o Cruzeiro, Sport, Bahia e Grêmio, além do Vasco, que após bons resultados em sequência já se apresenta na parte de cima da classificação.

Nessa disputa estão envolvidos 13 títulos brasileiros de primeira divisão. Cruzeiro e Vasco conquistaram 4 campeonatos cada um, com Bahia e Grêmio anotando 2 conquistas e o Sport campeão da primeira divisão por 1 vez. Procurando retornar aos dias de glória novamente, essas equipes disputam em 2022 uma vaga para retornar à elite do futebol brasileiro na próxima temporada. 

Líder após vitória fora de casa diante do Náutico, o Cruzeiro, que vai para sua terceira tentativa de retornar à primeira divisão, aposta suas fichas dessa vez na SAF comandada por Ronaldo Fenômeno e Paulo Pezzolano, técnico uruguaio que caiu nas graças do torcedor da Raposa. Apesar início empolgante, o Pezzolano pede calma e concentração ao longo da temporada: “Temos coisas a melhorar, sem dúvida. Precisamos trabalhar bem a cabeça e pensar nos próximos jogos do campeonato”. 

Capitão do time e um dos líderes, o volante Rômulo reforça a competitividade desta Série B especial: “Sem dúvida alguma, essa é a maior Série B de todos os tempos. Basta olhar o jogo entre nós e Grêmio. Estavam em campo duas equipes que, somadas, possuem 11 Copas do Brasil, 6 Campeonatos Brasileiro e 5 Libertadores. Depois, analisando o atual G6, a gente vê a dimensão do campeonato. Entre os seis primeiros colocados são 13 títulos de Série A. Estamos percebendo o tamanho desse desafio a cada rodada, tanto no equilíbrio dos jogos, quanto na disputa acirrada pelas primeiras colocações”.

Quem também segue esta linha é o Vasco da Gama, que joga pela segunda vez consecutiva a Série B. Enquanto não acerta a venda de sua SAF para a 777 partners, o Cruzmaltino tenta se agarrar às próprias forças para reagir em 2022. Em um momento de ascensão e ainda invicto na competição (único time ainda sem perder), o técnico Zé Ricardo prevê uma Série B bastante nivelada: “As exigências só vão aumentar, mas estamos caminhando. Todas as equipes estão com suas dificuldades nesse início até pelo nível muito parecido de todos”, avalia.

Apesar da força das equipes já citadas, um estreante em Campeonatos Brasileiros da Série B faz uma campanha de início bastante parecida com essas equipes multi-campeãs e, assim, aparece inserido também nesse “pelotão de elite”: o Grêmio Novorizontino. A equipe do interior paulista foi promovida da Série C na última temporada e, pela primeira vez em sua história, disputa uma segunda divisão. Apesar disso, o Tigre já aparece na 5ª colocação, à beira do G-4, com 12 pontos em uma campanha de 3 vitórias, 3 empates e apenas uma derrota.

Presidente do clube de Novo Horizonte há 10 anos e comandante de acessos seguidos pelo clube, Genilson Santos comenta o que faz a equipe largar tão bem na Série B: 

“Essa campanha não é por acaso. Fizemos uma reformulação, um planejamento e procuramos em nossa estrutura de trabalho maximizar as condições de trabalho. Pensamos em contratar jogadores para formar um elenco já pronto e preparado para os desafios de uma Série B tão grandiosa como essa. Vejo nossa equipe se consolidando, com atletas experientes na nossa divisão. Respeitamos o valor da Série B, montamos um time competitivo e vamos buscar brigar pelo nosso espaço”. 

O executivo de futebol Thiago Gasparino também avalia a participação do Novorizontino nesse seleto grupo do Brasileirão Série B: “Acreditamos que nosso planejamento está sendo muito bem executado. Sabíamos das dificuldades, dos desafios de entrar em uma Série B desse porte. Mas os resultados estão vindo, demonstrando que o trabalho está sendo bem feito e dando tranquilidade para seguirmos na competição”, avalia.

Gasparino ainda completa ressaltando a importância para um time como o Novorizontino chegar em uma Série B histórica e conseguir bons resultados já de imediato: “Estamos pela primeira vez em nossa história disputando uma competição da qualidade da Série B e entramos em uma edição ainda mais forte, com campeões mundiais, de Libertadores e Brasileiro. Tendo isso em vista e vendo os resultados aparecerem, com certeza nos deixa muito satisfeitos e contentes com o trabalho”, completa.

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -