24.8 C
Goiânia
sexta-feira, 12, agosto 2022
- Anúncio -

Sancionado projeto que reajuste salário de professores da rede municipal de Goiânia em 15%

No início das negociações, houve uma grave de 29 dias por parte dos servidores da Educação de Goiânia. A paralisação foi encerrada no dia 12 de abril.

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Em evento realizado nesta segunda-feira (16), na Escola Municipal Itamar Martins Ferreira, no Setor Bela Vista, o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), sancionou o Projeto de Lei (PL) que reajusta o salário dos servidores da educação. Professores terão aumento salarial de 15%. O texto também estabelece reajuste de 9,32% para os cerca de 30 mil servidores, referentes a data base de 2020 e 2021.

O acréscimo para os professores de 15% será pago em duas etapas: 10% referente ao retroativo do mês de abril e 4,14% pagos a partir de setembro de 2022. Além disso, há outros benefício que estarão inclusos no pacote, como aumento de 50% no valor do auxílio locomoção; aumento de 15% na gratificação de regência aos professores que atuam em sala de aula e servidores administrativos da Educação; vale locomoção de R$ 300.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego), Bia de Lima, falou da sanção em tom de alívio. “A categoria estava ansiosa para ver de fato o reajuste no vencimento para que a gente pudesse ter tranquilidade”, disse. No início das negociações, houve uma grave de 29 dias por parte dos servidores da Educação de Goiânia. A paralisação foi encerrada no dia 12 de abril.


Leia mais: Ex-governador Marconi Perillo diz que houve uma ‘sórdida armação’ para prejudicá-lo na eleição de 2018

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -