28.8 C
Goiânia
segunda-feira, 15, abril 2024
- Anúncio -

Presidente Bolsonaro já teria escolhido André Mendonça para indicá-lo ao STF

Presidente sempre defendeu que escolheria um jurista "terrivelmente evangélico" para a vaga

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O presidente da República, Jair Bolsonaro, escolheu o atual advogado-geral da União, André Mendonça, para a vaga no Supremo Tribunal Federal (STF).

A Suprema Corte ficará sem o ministro Marco Aurélio Mello, que se aposenta compulsoriamente no dia 12 de julho, quando completa 75 anos de idade.

Bolsonaro teria comentado sobre a indicação de André Mendonça na manhã desta terça-feira (6), no Palácio do Planalto, em reunião junto a ministros. O presidente da República tem a prerrogativa da indicação, mas o indicado precisa passar ainda por uma sabatina e ser aprovado pelos senadores.

O presidente havia dito que indicaria para o cargo de ministro uma pessoa “terrivelmente evangélico”, no entanto na primeira indicação ele escolheu Kássio Nunes Marques, o que acabou surpreendendo sua base política. André Mendonça é pastor da Igreja Presbiteriana Esperança de Brasília e é atulamente advogado-feral da União.

Ainda nesta segunda-feira (5), em conversa com apoiadores, Bolsonaro voltou a dizer que indicaria alguém terrivelmente evangélico.

“Quem conseguir se eleger em 22 (2022), no primeiro semestre de 23 (2023) indica mais dois (nomes). Se for uma pessoa que tem o seu padrão de comportamento e de vida, vão ser duas pessoas do padrão de vocês para lá. E vai mudando, pô!”, disse o chefe do Executivo.


Leia mais: Secretário explica sobre as etapas de sinalização nas vias de Goiânia

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -