24.8 C
Goiânia
sábado, 23, outubro 2021
- Anúncio -

Prefeitura de Goiânia entrega cobertores à população em situação de rua na semana mais fria do ano

Semana será uma das mais frias da história de Goiás

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

A prefeitura de Goiânia entregou cobertores para a população em situação de rua da capital. A ação envolveu a primeira-dama do município, Thelma Cruz, o secretário da Secretaria de Desenvolvimento Humano e Social de Goiânia (Sedhs), Zé Antônio, além de membros da secretaria.

A entrega ocorreu nesta terça-feira (29), já que esta semana será marcada como uma das mais frias da história de Goiás com temperaturas que poderão chegar a ficar abaixo de zero.

O secretário Zé Antônio explica que o trabalho da equipe de Abordagem Social tem sido intensificado em razão desses dias frios na capital e pelo fato de ser algo emergencial, não há tempo para esperar, segundo ele. Zé afirmou ainda que o acompanhamento às pessoas nesta situação ocorre diariamente com entregas de kit alimentação (marmitas) e lanches. Ele destaca também o trabalho da equipe do Centro POP, responsável pelo acolhimento da população e na ajuda para essas pessoas terem o novo lar.

“Nosso acolhimento está em funcionamento, além do Hotel Solidário que foi implementado por conta da pandemia e segue ativo oferecendo mais vagas para essas pessoas que estão nas ruas por diversos motivos e que precisam do apoio do setor público para buscarem saída dessa condição de extrema vulnerabilidade”, diz Zé Antônio.

A primeira-dama diz que ouve da população também vários pedidos de agasalho, por isso ela reforça que é preciso também atender a esses pedidos e destaca que todos juntos poderão unir forças em prol dessas pessoas.

“Estamos nas ruas levando os cobertores e muitos nos pedem agasalhos, por isso, vamos unir forças para ajudar o próximo”, destacou Thelma Cruz.

Procurada pela reportagem da Rádio Bandeirantes, a assessoria da prefeitura informou que a própria Thelma Cruz é quem teve a ideia de ir até a essas pessoas ajudá-las e que o trabalho é feito com deferência por todos da secretaria.


Leia mais: Bolsonaro chama senadores da CPI de “bandidos” e diz que tem apoio do povo e das Forças Armadas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -