Pesquisa constata que infectados por zika podem ficar imune ao vírus

0
Segundo os pesquisadores, 80% dos pacientes analisados ficaram imunes depois de serem infectados. Foto: Sumaia Villela/Agência Brasil

Uma pesquisa realizada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Universidade Federal Fluminense (UFF) constatou que mulheres e crianças que já haviam sido infectadas pelo vírus Zika podem desenvolver imunidade à doença. Segundo os pesquisadores, 80% dos pacientes analisados ficaram imunes depois de serem infectados.

Os analisados são crianças que nasceram em 2016 e suas mães. Em entrevista à Agência Brasil, a pesquisadora da Fiocruz, Luzia Maria de Oliveira Pinto, afirmou que desde 2018, essas pessoas começaram a ter o sangue coletado e analisado para entender a resposta do sistema imunológico a uma nova exposição ao vírus.

Segundo Luzia, participam do estudo 50 mães e 50 crianças infectadas pelo Zika e o resultado foi de 80% de imunidade em ambos os casos.

*Com informações da Agência Brasil

Leia mais:

Casos de estupro no Brasil batem recorde

Prefeito Jânio Darrot muda secretários na Prefeitura de Trindade