25.8 C
Goiânia
sábado, 13, abril 2024
- Anúncio -

PC prende homem que ameaçou Adriana Accorsi em rede social; acusado morava no Acre

Durante interrogatório, o homem justificou as ameaças como feitas no “calor da emoção" e acreditava nunca ser encontrado pela Polícia.

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

A Polícia Civil de Goiás, com apoio da Polícia Civil do estado do Acre, prendeu um homem de 27 anos que, confessou ser o autor de ameaças a deputada estadual e ex-candidata à prefeita de Goiânia, Adriana Accorsi (PT). Durante interrogatório, o homem justificou as ameaças como feitas no “calor da emoção, pois participa de discussões políticas no Youtube, onde os participantes se xingam mutuamente”, diz relatório da PC.

No dia 18 de novembro, a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC) recebeu a denúncia por parte de Adriana Accorsi, a qual informava que havia recebido mensagens de ameaças contra sua vida e de suas filhas. As mensagens teriam sido enviadas por usuário da rede social Instagram, por meio do Direct, no perfil de rede social da vítima.

As mensagens dizem: “Não existe policial esquerdista, pq defende bandido tem que morrer. Eu sei que você não tem treinamento tático e sua família é fácil ser encontrada”, diz as mensagens de intimidação. Além disso, o texto diz: “Comunista, já comprou caixão da Verônica e da Helena?”, referindo-se às filhas da deputada e delegada. A Polícia Civil já foi acionada.

Homem é natural e morava no Acre

A DERCC identificou o homem de 27 anos de idade, que é natural e morador de Sena Madureira, uma pequena cidade do estado do Acre. Segundo a PC, foi de lá que enviou as mensagens de ameaça. Com apoio da Polícia Civil do Acre, o investigado foi ouvido, oportunidade na qual confessou a autoria do envio das mensagens e afirmou que nunca teria imaginado que pudesse ser identificado pela Polícia Civil.

A PC informou também que o homem é envolvido em várias manifestações de ódio pela internet, em especial aquelas ligadas a opiniões políticas. Ele é apontado pela Polícia Civil como autor das mensagens e responderá pelo crime ameaça.


Leia mais: Com exceções, eleitores não podem ser presos a partir desta terça-feira

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -