32.8 C
Goiânia
sábado, 22, janeiro 2022
- Anúncio -

PC indicia 195 pessoas por uso de documentos falsos na vacinação contra a covid-19, em Catalão

De acordo com a PC, formulários falsos de comorbidades foram utilizados para furar a fila da imunização.

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

A Polícia Civil de Goiás (PCGO), indiciou 195 pessoas por falsificarem documentos para obter vantagem na vacinação contra a Covid-19, em Catalão. De acordo com a PC, formulários falsos de comorbidades foram utilizados para furar a fila da imunização. Os indiciados responderão por falsidade ideológica, falsificação de documento particular e uso de documento falso.

Por meio do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Catalão, a PC apurou que no último mês de junho de 2020, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Catalão comunicou sobre irregularidades que estariam ocorrendo na apresentação de formulários de comorbidades para vacinação da covid-19 dentro do Plano Nacional de Imunização (PNI), isso por uma profissional de saúde.

Após instaurar inquérito policial, foram analisados cerca de mil formulários de comorbidades, realizada operação policial em posto de vacinação de comorbidades, feita a oitiva de mais de 220 pessoas e, ainda, colhidos padrões de letras e assinaturas. Foram, também, requisitados exames periciais no Instituto de Criminalística. Dezenas de pessoas que usaram formulário médico sem possuir comorbidade confessaram a irregularidade.

Mais de 100 pessoas utilizaram formulários falsos emitidos e assinados por quem não é médico. Também foi possível apurar que uma profissional médica emitiu formulários sem a devida cautela para pessoas sem comorbidades, e que sua auxiliar emitiu e assinou falsamente formulários para dezenas de pessoas. Em ambos os casos, houve pagamento de certo valor às mulheres.

O inquérito policial que, tem mais de duas mil páginas, está concluído e será remetido ao Poder Judiciário nos próximos dias. A divulgação de referências a duas pessoas indiciadas foi necessária por envolver saúde pública e, especialmente, devido ao contexto dos fatos apurados (já sendo de conhecimento público) e à repercussão e notoriedade dos fatos na cidade de Catalão.

Delegado Fernando Maciel, titular da Genarc de Catalão.

Leia mais: Polícia identifica homem que dopou vítimas para assaltar em Goiânia; criminoso está foragido

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -