‘Oremos’, diz Mandetta; veja a repercussão da saída de Teich

0
Imagem: Marcelo Casal jr/ Agencia Brasil

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta pediu orações e reforçou a confiança na ciência em publicação em seu perfil no Twitternesta sexta-feira, 15, logo após o pedido de demissão de Nelson Teich, seu substituto na pasta. “Oremos. Força SUS. Ciência. Paciência. Fé!”, escreveu Mandetta

O também ex-ministro do presidente Jair Bolsonaro Sergio Moro falou em “cenário difícil” e pediu que as pessoas cuidem uma das outras.

“Cenário difícil, em plena pandemia, 13993 mortes até ontem. Números crescentes a cada dia. Cuide-se e cuide dos outros”, publicou o ex-juiz no Twitter.

Opositor de Bolsonaro, com quem troca farpas desde antes da pandemia de coronavírus, o governador do Maranhão, Flávio Dino se manifestou clamando para que as “instituições julguem o quanto antes a produção de tantos desastres”.

Já o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, escreveu: “É mais um herói que se vai”.

Veja a repercussão:

Luiz Henrique Mandetta: “Oremos. Força SUS. Ciência. Paciência. Fé! #FicaEmCasa”

Sergio Moro: “Cenário difícil, em plena pandemia, 13993 mortes até ontem. Números crescentes a cada dia. Cuide-se e cuide dos outros.”

Wilson Witzel: “É mais um herói que se vai.”

Flávio Dino: “A confusão que Bolsonaro cria é única no planeta. Espero que as instituições julguem o quanto antes a produção de tantos desastres, entre os quais a demissão de DOIS ministros da Saúde em meio a uma gigantesca crise sanitária. O Brasil merece uma gestão séria e competente.”

Camilo Santana: “A saída do segundo ministro da Saúde em menos de um mês traz enorme insegurança e preocupação. É inadmissível que, diante da gravíssima crise sanitária que vivemos, o foco do Governo Federal continue sendo em torno de discussões políticas e ideológicas. Isso é uma afronta ao país” Guilherme Boulos: Tech é o segundo Ministro da Saúde demitido em menos de 1 mês. E o Brasil avança como um dos países com maior mortalidade pelo Coronavírus. Parece que quem precisa ser demitido é o Presidente.”

Leia mais:

Nelson Teich pede demissão do Ministério da Saúde