Morre , aos 77 anos, jornalista Paulo Henrique Amorim

0
Paulo Henrique Amorim trabalhou em diversos veículos de comunicação como Globo, Bandeirantes , TV Cultura e Record (Foto: reprodução/internet)

O jornalista Paulo Henrique Amorim morreu na madrugada desta quarta-feira, 10, aos 77 anos, vítima de um enfarte no Rio de Janeiro.

O jornalista, segundo informou a esposa, estava em casa quando sofreu um enfarte e morreu. Ainda segundo a mulher , Paulo Henrique Amorim havia saído para jantar com amigos na noite de terça-feira , 9.

Paulo Henrique Amorim deixa um legado no jornalismo brasileiro. Ele começou sua carreira no Jornal A noite , em 1961. Em seguida trabalhou , em Nova York, como correspondente das revistas Realidade e Veja.

Paulo Henrique Amorim trabalhou também como correspondente internacional na extinta TV Manchete e na TV Globo. Em 1996, o jornalista deixou a Globo e foi trabalhar na TV Bandeirantes e depois passou pela TV Cultura.

Em 2003, Paulo Henrique Amorim iniciou seu trabalho na TV Record apresentando  o Jornal da Record segunda edição. Em 2006, assumiu a apresentação do Domingo Espetacular onde trabalhou até o mês passado.

Paulo Henrique Amorim trabalhava atualmente também no site Conversa Afiada

Segundo alguns sites, Paulo Henrique Amorim foi retirado do ar da Record – emissora do bispo Edir Macedo , da Igreja Universal – por perseguição política. O jornalista fazia com frequencia criticas ao governo do presidente Jair Bolsonaro.

A Record disse que a troca de Amorim por Eduardo Ribeiro na apresentação do Domingo Espetacular fazia parte do processo de reformulação da emissora.

Paulo Henrique Amorim deixa a mulher e também jornalista , Geórgia Pinheiro, e uma filha.

Leia também:

Salário de R$ 4,2 mil: IBGE abre inscrições para seleção de 400 pessoas