29.8 C
Goiânia
sábado, 15, junho 2024
- Anúncio -

Massacre em presídio do Pará deixa 52 detentos mortos

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Uma rebelião no Centro de Recuperação Regional de Altamira, no Pará, deixou 52 detentos mortos, 16 deles decapitados, segundo informações da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), a rebelião teve início por volta da 7 h, quando um grupo de detentos invadiu a ala de uma facção rival.

Uma guerra entre organizações criminosas provocou o massacre. De acordo com a Susipe, detentos no Bloco A, onde estão custodiados presos de uma organização criminal, invadiram o anexos onde estão detentos de outra organização rival. Os grupos ainda não foram identificados.

Segundo o secretário extraordinário para assuntos penitenciários, Jarbas Vasconcelos, destacou que o presidio foi palco de “uma guerra entre facções criminosas”. “Tratou-se de uma guerra de facções. Em Altamira, há uma facção local chamada Comando Classe A (CCA) e que divide o presidio com integrantes do Comando Vermelho, e que foram esses vítimas desse ato praticado pelos integrantes da organização criminosa CCA”, afirmou o secretário em entrevista na tarde de hoje.

O secretário afirmou, que o ataque ocorreu na hora do café da manhã “O Comando Classe A rompeu o seu pavilhão e rompeu o pavilhão do Comando Vermelho. Foi um ataque de certa forma rápido, dirigido a exterminar os integrantes rivais”, disse o secretário. “Eles [integrantes do CCA] entraram, colocaram fogo, mataram e pararam o ataque. Foi um ataque dirigido, localizado.

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -