20.8 C
Goiânia
terça-feira, 9, agosto 2022
- Anúncio -

Marcelo Queiroga é o novo ministro da Saúde

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou médico Marcelo Queiroga para assumir o Ministério da Saúde em substituição de Eduardo Pazuello.

O novo titular MS estava reunido com o presidente na tarde desta segunda-feira (15), no Palácio do Planalto, e acabou entrando em acordo com o presidente. O anúncio foi feito por Bolsonaro no início da noite desta segunda-feira, ao se encontrar com apoiadores, em enfrente ao Palácio da Alvorada.

“Foi decidido agora à tarde a indicação do médico, doutor Marcelo Queiroga, para o Ministério da Saúde. Ele é presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia. A conversa foi excelente. Já o conhecia há alguns anos. Então, não é uma pessoa que tomei conhecimento há poucos dias. Tem tudo no meu entender para fazer um bom trabalho, dando prosseguimento a tudo que o Pazuello fez até hoje”, disse Bolsonaro.

Queiroga foi escolhido após a primeira opção do presidente para ocupar o cargo, a médica goiana Ludhmila Hajjar, não ter entrado em acordo com Bolsonaro durante a tarde deste domingo (14), numa reunião em Brasília.

Ludhmila foi muito criticada ainda durante a reunião com Bolsonaro pela ala mais radical que apoia o presidente porque ela é a favor do isolamento social para diminuir o impacto da covid-19 e criticar o tratamento precoce contra o coronavírus. Segundo a médica, não houve “convergência técnica” e por isso ela optou por não aceitar.

Marcelo Queiroga é cardiologista e assume o MS como o quarto ministro. Além de Eduardo Pazuello, Nelson Teich e Henrique Mandetta também passaram pela pasta. O médico assume o cargo no momento que o Brasil é considerado o epicentro da pandemia em todo o mundo.

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -