Jogo aéreo funciona, Goiás vence o Botafogo e torce por tropeço de adversários na luta pela permanência

Para depender somente de si mesmo, o Goiás precisa vencer a próxima partida contra o Bragantino e torcer para um tropeço de seus adversários diretos.

0
Goiás e Botafogo
O gol de Rafael Moura saiu aos sete minutos do primeiro tempo e Fernandão marcou aos 18 da etapa final. (Foto: Rosiron Rodrigues / Goiás E.C.)

O Goiás enfrentou o rebaixado Botafogo na tarde deste sábado (13), no Estádio Hailé Pinheiro (Serrinha), em Goiânia, pela 36ª rodada da Série A e venceu. Em partida movimentada, o Goiás foi melhor em momentos pontuais, fez valer o jogo aéreo com Rafael Moura e Fernandão, venceu por dois a zero e se aproximou de Vasco e Bahia (17º e 16º), na luta pela permanência na Série A.

O Goiás chegou aos 36 pontos, Vasco que, enfrenta o Internacional neste domingo (14), tem 37 pontos. Já o Bahia que entra em campo neste sábado (13), contra Atlético Mineiro, também tem 37 pontos. Na última rodada, o Goiás enfrenta o Vasco em São Januário.

O gol de Rafael Moura saiu aos sete minutos do primeiro tempo e Fernandão marcou aos 18 da etapa final. Fernandão assustou a torcida esmeraldina ao sair de campo sentindo uma entrada do zagueiro Kanu. O defensor do Botafogo foi expulso pela entrada.

Situação para escapar da zona

Ainda nesta 36ª rodada, Vasco e Bahia entram em campo no Brasileirão. Os cariocas enfrentam o postulante ao título, Internacional. A partida será disputada em São Januário (RJ). Já o Bahia joga fora de casa contra outro postulante ao título, o Atlético Mineiro. O Goiás torce para um tropeço dos dois adversários diretos para ficar a um ponto de ambos na classificação.

Na próxima rodada (37ª), o Goiás enfrenta o RB Bragantino, também na Serrinha. Se vencer, o Goiás chega aos 39 pontos. Já o Bahia, enfrenta o Fortaleza fora de casa e o Vasco encara o Corinthians na Neo Química Arena. E na última rodada (38ª), dependendo dos resultados, o Goiás decidirá a vaga na Séria A contra o Vasco, no Rio de Janeiro.

Já o Bahia, enfrenta o Santos na última rodada. O jogo será na Fonte Nova, em Salvador. Para depender somente de si mesmo, o Goiás precisa vencer a próxima partida e torcer para um tropeço de seus adversários diretos.

Com bola rolando

Com dois minutos de jogo, o Goiás já havia chegado com perigo ao ataque em duas oportunidades. Miguel Figueira arriscou de fora da área e o goleiro alvinegro, Diego Loureiro, foi no canto esquerdo buscar. Na cobrança de escanteio foi a vez de Fernandão cabecear e levar perigo. Diego foi no canto esquerdo e buscou mais uma.

Apesar do bom início, com ótimas defesas, o goleiro do Fogão nada pode fazer aos sete minutos. Em ótima jogada pela esquerda, Vinicius Lopes puxou para perna direita e cruzou na cabeça de Rafael Moura que cabeceou sem chances para Diego.

Já no segundo tempo, foi o Fogão quem começou melhor. Em chegadas rápidas, o alvinegro levou perigo com Navarro que quase marcou. Porém, aos 18 minutos, em jogada de contra-ataque, Shaylon recebeu de Rafael Moura pela direita, cruzou na cabeça de Fernandão que cabeceou no contrapé de Diego que nada pode fazer.

A situação do Botafogo piorou ainda mais quando o zagueiro e capitão Kanu, foi expulso aos 37 do segundo tempo, após falta forte em Fernandão. O Atacante esmeraldino saiu de campo chorando para entrada de Índio.

Ficha Técnica

Campeonato Brasileiro Série A – 36º rodada

Goiás x Botafogo

Data: 13/02/2021

Horário: 17h

Local: Estádio Hailé Pinheiro (Serrinha), Goiânia (GO)

Arbitragem

Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)

Auxiliares: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG)

VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Cartões amarelos

Goiás: Heron, Miguel Figueira, Breno

Botafogo: David Sousa, Kaique, Caio Alexandre

Cartões vermelhos

Goiás: –

Botafogo: Kanu (VAR)

Gols

Goiás: Rafael Moura (7’ 1ºT) e Fernandão (18’ 2ºT)

Escalações

Goiás: Marcelo Rangel, Shaylon, Heron, Fábio Sanches, Jefferson, Miguel Figueira (Iago Mendonça), Breno (Ariel Cabral), Henrique Lordelo, Fernandão (Índio), Rafael Moura (Douglas Baggio), Vinicius L.

Técnico: Glauber Ramos

Botafogo: Diego Loureiro, Kevin, Kanu, Marcelo Benevenuto, Rafael Navarro, Caio Alexandre, Sousa, Hugo (Matheus Babi), Cesinha (Warley), Matheus Nascimento (Bruno Nazário), Kayque (Luiz Otávio).

Técnico: Lucio Flávio (interino)


Leia mais: FGF confirma a utilização do VAR na semifinal do Goianão 2020