28.8 C
Goiânia
sábado, 22, janeiro 2022
- Anúncio -

Joaquim Levy pede demissão da presidência do BNDES

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, pediu demissão do cargo neste domingo, 16, após o presidente Jair Bolsonaro disser no sábado 15, que ele estava com a “a cabeça prêmio” à imprensa.

Joaquim Levy encaminhou carta ao Ministro da Economia, Paulo Guedes, comunicando a saída da presidência do BNDES.

Segundo Paulo Guedes, o fato de Joaquim Levy ter indicado nomes ligados ao Partido dos Trabalhadores (PT) desagradou o presidente Bolsonaro.

Joaquim Levy estava no comando do BNDES deste janeiro deste ano. Ele foi ministro da Fazenda durante onze meses no segundo mandato da ex-presidente Dilma Rousseff.

Leia carta de Levy:

Solicitei ao ministro da Economia Paulo Guedes meu desligamento do BNDES. Minha expectativa é que ele aceda.

Agradeço ao ministro o convite para servir ao País e desejo sucesso nas reformas.

Agradeço também, por oportuno, a lealdade, dedicação e determinação da minha diretoria. E, especialmente, agradeço aos inúmeros funcionários do BNDES, que têm colaborado com energia e seriedade para transformar o banco, possibilitando que ele responda plenamente aos novos desafios do financiamento do desenvolvimento, atendendo às muitas necessidades da nossa população e confirmando sua vocação e longa tradição de excelência e responsabilidade.

Joaquim Levy

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -