Caso Danilo: polícia conclui inquérito, que será apresentado nesta segunda

Todos os detalhes do fato, a conclusão da investigação e o indiciamento dos supostos autores serão explicitados em coletiva.

0
Polícia conclui inquérito do caso Danilo e apresentará ainda na tarde desta segunda
Estão presos preventivamente padrasto e amigo da família, suspeitos de matar o garoto. (Foto: arquivo pessoal)

O inquérito policial instaurado para investigar a morte do menino Danilo de Sousa, de apenas sete anos, foi concluído e enviado ao Poder Judiciário neste domingo (09). A Polícia Civil ainda informa que nesta segunda-feira (10), será concedida uma entrevista coletiva na sede da Delegacia de Homicídios (DIH), as 17h.

Todos os detalhes do fato, a conclusão da investigação e o indiciamento dos supostos autores serão explicitados nesta coletiva. Estão presos preventivamente, Reginaldo Lima Santos, padrasto da criança e principal suspeito do crime, e Hian Alves de Oliveira, que confessou ter ajudado no ato.

O caso

Danilo de Sousa, desapareceu no dia 21 de julho, no Parque Santa Rita, em Goiânia. Testemunhas disseram à família que viram Danilo pela última vez no final da tarde, quando brincava na rua da casa onde morava.

Já no dia 31 de julho, a Polícia Civil prendeu duas pessoas suspeitas de envolvimento na morte de Danilo. Reginaldo Lima Santos e Hian Alves de Oliveira, filho adotivo do pastor que mora na mesma rua. De acordo com o serviço de inteligencia da PC, eles admitiram ter matado como forma de vingança em razão de suposto “mal comportamento da criança”.

As prisões foram realizadas em Abadia de Goiás, na Região Metropolitana da Capital. Os acusados devem ser levados para a Delegacia de Investigação de Homicídios, responsável pela força-tarefa montada para solucionar o caso.


Leia mais: Caixa credita saque emergencial do FGTS para nascidos em julho nesta segunda