14.8 C
Goiânia
domingo, 26, junho 2022
- Anúncio -

Hugo Jorge Bravo após derrota do Vila para o Ituano: “Saio com sentimento de vergonha”

A derrota para o Ituano colocou o Vila na última colocação do Grupo A, atrás do próprio Ituano que, somou três pontos, Santa Cruz e Brusque que ficaram no empate em 0 a 0 no último domingo (13).

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Em entrevista à Rádio Bandeirantes ao final da partida contra o Ituano (SP) pela segunda fase da Série C, o presidente executivo do Vila Nova, Hugo Jorge Bravo, disse que faltou “espírito de decisão” aos jogadores, pediu desculpas à torcida colorada e se mostrou “envergonhado” com a atuação do time nesta segunda-feira (14). Hugo avalia que é possível reverter a situação, mas é preciso ter “culhão”. O Tigre perdeu por 2 a 1, de virada.

“Para mim foi falta de espírito de decisão, de compreender o que é o Vila Nova Futebol Clube e de demonstrar que dentro de campo precisamos de jogadores com espírito de decisão, que sejam vencedores e que façam valer tal condição”, disse às Feras do Esporte ao final da partida.

“Saio daqui hoje com sentimento de vergonha. Reitero que ninguém aqui quer que dê mais certo do que nós, mas é com sentimento de vergonha que deixo hoje o Estádio Olímpico”, sublinhou o presidente. Hugo também pediu desculpas ao torcedor que se mobilizou nas ruas de Goiânia antes do jogo contra os paulistas. O mandatário conclui dizendo que a equipe não foi “digna dessa torcida”.

Sequência da competição

A derrota para o Ituano colocou o Vila na última colocação do Grupo A, atrás do próprio Ituano que, somou três pontos, Santa Cruz e Brusque que ficaram no empate em 0 a 0 no último domingo (13). A próxima partida do colorado será contra o Santa Cruz em Recife (PE). O jogo acontece no Estádio Arruda, no próximo sábado (19), pela 2ª rodada da 2ª fase, às 17h.

Nesta fase da competição, são seis rodadas, entre jogos de ida e volta. Sobre como motivar a equipe para sequência do quadrangular, Hugo Jorge Bravo acredita que ainda há qualidade técnica para reverter a situação no campeonato, mas precisa ter “chulhão”. “Em tudo que está a nosso alcance, como uma premiação de classificação muito bem paga”, diz.

Hugo revela que o salário dos atletas está com alguns dias de atraso, mas isso não justifica uma possível eliminação e, além disso, será pago nos próximos dias. “Isso eu falei para eles pós-jogo, não existe uma final em que um time não toma amarelo. Nós temos condições de reverter, mas para isso tem que ter culhão. Para usar essa camisa vermelha tem que ser homem”, pontuou.


Leia mais: Vila Nova toma a virada e perde dentro de casa para o Ituano

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -