28.8 C
Goiânia
segunda-feira, 15, abril 2024
- Anúncio -

“Heliponto do Centro Cultura Oscar Niemeyer não tem autorização da Anac”, diz presidente da Goiás Turismo

Pilotos que pousam no ponto sem autorização legal podem perder as suas licenças

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, apoiou a decisão do prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), em desativar o heliponto localizado no Paço Municipal. O local, onde um helicóptero fez um pouso forçado nesta semana, não tinha autorização para funcionamento.

Amaral aproveitou a questão para denunciar que o heliponto localizado no Centro Cultural Oscar Niemeyer também não possui homologação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para funcionar. “O local não é seguro por ter um adensamento muito grande de pessoas e veículos, o que poderia causar uma tragédia”, escreveu em suas redes sociais.

Em vídeo, o presidente da Goiás Turismo alerta, ainda, que pilotos que pousam no ponto sem autorização legal podem perder as suas respectivas licenças.

Heliponto desativado

Na última sexta-feira (28), o prefeito Rogério Cruz inativou o espaço característico a local de pouso, no jardim do Paço Municipal, por este não ser homologado junto à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) como heliponto e, ainda, para coibir o uso irregular da área. O local não era utilizado pela administração, que não dispõe de aeronaves.

Em nota, a administração informou que a decisão foi tomada para resguardar a segurança do prédio e dos servidores, visto que a equipe de vigilância do Paço Municipal percebeu aumento de pousos e decolagens, que poderiam envolver o transporte sem controle de passageiros e cargas.

A medida ocorreu no mesmo dia que um helicóptero teve dificuldades na decolagem no heliponto e precisou fazer um pouso forçado há poucos metros do local. A prefeitura comunicou que a aeronave não tinha como origem nem destino o Paço Municipal, e disse que desconhece a natureza do voo, seus ocupantes e responsáveis.

De acordo com a legislação vigente, para efetuar operação de pouso ocasional com helicóptero, em local não homologado, é necessário autorização formal do responsável pelo local. A atual gestão afirma que não emitiu nenhuma autorização neste sentido.

Leia mais: GoiásFomento promove eventos do Capacita Agro Crédito Rural em municípios do Nordeste Goiano

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -