Governo iraniano admite ter abatido avião ucraniano por engano

0
Foto: Ebrahim Noroozi/AP

O governo iraniano admitiu neste sábado, 11, que a queda do avião ucraniano em Teerã, capital do Irã, foi causada por um míssil iraniano. Segundo as autoridades do país, militares iranianos derrubaram o avião com míssil por engano, o que ocasionou a morte de 176 pessoas.

Após confirmar a informação, o presidente iraniano Hassan Rouhani declarou que o desastre é um erro imperdoável. Conforme as informações divulgadas, os militares alegaram que o avião voava próximo a um local sensível e foi abatido em função de um erro humano.

O governo iraniano afirmou através de um comunicado enviado a TV estatal que os responsáveis vão ser punidos.

O levantamento sobre que o avião teria sido abatido por mísseis ganhou destaque um dia após a queda da aeronave. Canadá, Estados Unidos e outros países afirmaram que o avião foi abatido devido a um erro humano, e a teoria foi comprovada através de vídeos que circulam na internet. Até então, porém, o Irã negava as acusações.

Leia mais: