Governo entrega 53 moradias no Residencial João Paulo II, em Goiânia

A construção do residencial João Paulo II teve início no ano 2000, mas as obras tiveram várias interrupções.

0
Residencial João Paulo II
Cada unidade recebeu do Governo de Goiás investimento de R$ 35 mil para a sua construção. (Foto: Lucas Diener / Secom Goiás)

Mais 53 unidades habitacionais, localizadas no Residencial João Paulo II, na região norte de Goiânia, foram entregues pelo governador Ronaldo Caiado (DEM), na manhã deste sábado (10). Fruto de uma parceria entre o Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), e a Caixa Econômica Federal, elas fazem parte da segunda etapa do empreendimento que estava paralisado há três anos.

As entregas no residencial têm ocorrido de forma escalonada, à medida que ficam prontas. Com as de hoje, o estado alcança a marca de 180 famílias beneficiadas na segunda etapa do empreendimento até o momento. Outras 50 unidades habitacionais restantes, de um total de 230, estão em fase de conclusão, assim como toda a obra de pavimentação do bairro e serviços de infraestrutura (galerias pluviais, pavimentação, rede elétrica, iluminação pública e rede de água), também executados pela Agehab.

20 anos de obras

A construção do residencial João Paulo II teve início no ano 2000, mas as obras tiveram várias interrupções. A atual gestão liberou recursos para conclusão das obras da segunda etapa. Cada unidade recebeu do Governo de Goiás investimento de R$ 35 mil para a sua construção, incluindo o valor do lote, superior a R$ 20 mil, que normalmente são conveniados pelo programa estadual.

O governador Ronaldo Caiado entregou 93 primeiras unidades da segunda etapa do residencial em agosto de 2020. Em dezembro do mesmo ano, foram entregues outras 34 moradias. O investimento estadual foi de R$ 10 milhões na construção desta etapa do empreendimento, que teve aporte de outros R$ 15,6 milhões da Caixa.


Leia mais: Rogério Cruz adia prestação de contas após morte de servidor, por Covid-19