18.8 C
Goiânia
segunda-feira, 17, junho 2024
- Anúncio -

“Goiás não vai ser o oásis do crime”, diz delegado Waldir após ameaças de morte

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O presidente do Detran-GO, delegado Waldir Soares, comentou a operação da Polícia Civil que investiga grupo suspeito de prática de ameaça contra ele. Os empresários estariam insatisfeitos com o combate ao comércio ilegal de peças automotivas na Vila Canaã, em Goiânia. De acordo com a investigação, uma “vaquinha” foi articulada para levantar valores para matar o delegado.

“Já sofri umas 20 ameaças, mas é a primeira vez que vem a público. Torcidas organizadas, traficantes, presidiários, facções. Meu receio é zero, mas eu não fico vacilando, não vou em shopping, em bar, fico em locais reservados. […] Eu escolhi essa vida”, afirmou o delegado.

Nesta segunda-feira (27), a PC cumpriu dois mandados de busca e apreensão domiciliar contra o suspeito de prática de ameaça ao delegado. Ao ser ouvido, o autor do fato negou a conduta, dizendo que não teve qualquer intenção de atentar contra a vida do presidente do Detran.

Apesar da situação, o delegado diz que não reduzirá as operações na região da Canaã. “Goiás é um paraíso da receptação. As peças chegam de São Paulo e daqui se exporta para o Norte, Nordeste, e a gente vai acabar com isso. Goiás não vai ser oásis do crime”, garantiu.

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -