18.8 C
Goiânia
segunda-feira, 17, junho 2024
- Anúncio -

Goiânia retoma vacinação da segunda dose da Qdenga em crianças e adolescentes

Município recebeu 14 mil doses que passa a estar disponível nesta segunda-feira (10) em 67 salas do município

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) deu início no último sábado (8) à vacinação da segunda dose da Qdenga, em crianças e adolescentes de 6 a 16 anos. 

Conforme orientação do Ministério da Saúde (MS), pode receber a segunda dose quem tomou a primeira há pelo menos três meses. Até  o momento, aproximadamente 20 mil crianças e adolescentes receberam a primeira dose na capital. 

As doses estão disponíveis nas 40 salas de vacina abertas, das 8h às 17h em toda a capital. A exceção é o Centro Municipal de Vacinação (CMV), que, por orientação do Ministério da Saúde (MS), não aplica a vacina.

Iniciada em 15 de fevereiro, a campanha tem como objetivo proteger as crianças e adolescentes das formas graves da dengue. “Esse público é o que, segundo levantamentos do ministério, possui o maior risco de hospitalização por conta da dengue. É uma vacina segura e eficaz”, esclarece a diretora de Vigilância em Saúde, Marília de Castro.

Para completar o esquema vacinal, é preciso apresentar documento de identificação com CPF e comprovante de que recebeu a primeira dose. Quem teve dengue recentemente deve aguardar seis meses desde o início dos sintomas para receber a primeira dose e 30 dias para a segunda dose.

Marília também chama a atenção para pais e responsáveis que ainda não levaram as crianças e adolescentes para  vacinar contra a dengue. “Queremos chamar a atenção para o fato de que Goiânia ainda tem Qdenga para aplicação de primeira dose. No momento, há 800 doses disponíveis nas salas de vacina, não são muitas, mas podem fazer a diferença na vida de uma criança ou um adolescente, evitando que eles sofram com essa doença”, destaca.

Balanço vacinação dengue

Desde o início da vacinação, em 15 de fevereiro, até 6 de junho, Goiânia aplicou 34.740 doses da Qdenga, o que representa 15,3% do público-alvo.

Balanço casos dengue

Conforme Boletim Epidemiológico Arbovirose nº 22 de 2024, Goiânia já registrou 17 óbitos por dengue e há 37 sendo investigados. Até o momento, há 36.769 casos prováveis da doença registrados.

Leia mais: Vila Brasília é o primeiro bairro de Aparecida a ter 100% da iluminação em LED

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -