20.8 C
Goiânia
quinta-feira, 27, janeiro 2022
- Anúncio -

Goiânia não deve ter comércio fechado novamente, diz presidente da Fecomércio

A Prefeitura de Goiânia estuda tomar novas medidas de restrição, publicadas em decreto ainda nesta semana, principalmente em relação as festividades de carnaval.

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Goiás (Fecomércio-GO), Marcelo Baiocchi, disse em entrevista à Bandeirantes que Goiânia não deve ter paralisação das atividades do comércio, pelo menos neste início de quarta onda de Covid-19. Baiocchi esteve em reunião com secretários e outros representantes do setor produtivo de Goiás, nesta quarta-feira (12).

“Não há esse risco hoje. Até foi falado que essas medidas, além de serem educativas, servem para evitar onde realmente está tendo maior contaminação, onde se aglomera deixando de tomar as medidas sanitárias necessárias. […] Então não há motivação para fazer fechamento ou provocar o entendimento de funcionamento do comércio e outras atividades como bares e restaurantes”, disse o presidente.

A Prefeitura de Goiânia estuda tomar novas medidas de restrição, publicadas em decreto ainda nesta semana, principalmente em relação as festividades de carnaval. A ideia foi apresentada nesta quarta-feira (12), pelos secretários de Saúde, Durval Pedroso, de Governo, Arthur Bernardes, e pelo secretário particular e chefe de gabinete do prefeito, José Alves Firmino.

Entre os pontos analisados para tal possibilidade, está o cenário atual das doenças, taxa de ocupação dos leitos – que chegou a mais de 90% nesta semana -. Os secretários chamaram atenção para o reforço das medidas sanitárias já conhecidas, como uso de álcool em gel e máscaras.


Leia mais: Prefeitura da Cidade de Goiás publica decreto com restrições e ‘toque de consciência’

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -