Enderson pede unidade no Goiás para superar crise

Em sua apresentação, técnico esmeraldino comentou polêmicas do passado e deu pistas do comportamento de sua equipe

0

O Goiás apresentou na tarde desta terça-feira (29) o seu novo treinador. Não se trata de um desconhecido para a torcida. Enderson Moreira chega para dirigir o clube pela terceira vez. Tricampeão goiano e campeão da Série B pelo clube, agora a missão é menos gloriosa: tirar o time da zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Durante a entrevista coletiva de apresentação, que durou mais de uma hora, Enderson comentou sobre diversos assuntos. entre outros temas, ela falou sobre a relação com Harlei, reforços tempo de trabalho, forma de jogar.

Enderson afirmou que se arrepende da decisão de retirar o goleiro Harlei do time em 2013. “Se eu pudesse escolher, eu não tomaria a decisão daquela troca,” pontuou.

O Goiás tem uma semana para se preparar para o jogo contra o Santos. Depois entrará em uma sequência pesada de partidas. O treinador aponta que o ideal era ter tempo e confrontos, mas que no Brasil dificilmente tem os dois ao mesmo tempo.

O novo técnico alviverde apontou que o desafio é enorme. “Eu não estou aqui para contar uma historinha bonita para todos vocês. A situação é complicada. É difícil,” definiu.

Para ele será fundamental uma unidade entre time, comissão técnica, torcida e diretoria para que o Goiás consiga sair da situação difícil que se encontra na tabela de classificação. Atualmente, o time goiano está na zona do rebaixamento na 19ª colocação, com 9 pontos.

Time

Enderson afirmou que deve começar a montagem de sua equipe no esquema 4-2-3-1. Mas ele não quis adiantar se vai utilizar um time reativo ou que propõe o jogo.

O treinador alviverde admitiu que não assistiu jogos com um olhar crítico depois que deixou o Cruzeiro. “Eu vi alguns jogos do Goiás, mas não da forma que eu preciso ver,” pondera.