Dia dos Pais: 79% dos consumidores farão compras via sites, aponta pesquisa

O Procon Goiânia também realizou uma pesquisa de preços com 28 itens mais procurados nesta data do ano, como roupas, perfumes, cosméticos, calçados, eletrônicos e acessórios.

0
Pesquisa sobre o Dia dos Pais
79% dos consumidores farão suas compras via sites, 58% em aplicativos e 19% no Instagram. (Foto: Marcos Santos / USP Imagens)

Pesquisa realizada pelo Procon Goiânia aponta que o Dia dos Pais deste ano será marcado por uma importante mudança de hábito do consumidor. A maioria dos filhos vão fazer as compras dos presentes pela internet.  De acordo com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 79% dos consumidores farão suas compras via sites, 58% em aplicativos e 19% no Instagram.  Enquanto 24% afirmaram que vão a shoppings centers e 16% em lojas de departamento.

O Procon Goiânia realizou pesquisa de preços com 28 itens mais procurados nesta data do ano, como roupas, perfumes, cosméticos, calçados, eletrônicos e acessórios.  O levantamento avaliou os preços em 11 sites e 11 estabelecimentos comerciais, no período de 21 a 28 de julho.  

Além das informações de preços e variações, o objetivo é orientar o consumidor sobre seus direitos e deveres antes, durante e após a compra, evitando assim dor de cabeça tanto para quem presenteia, quanto para os pais.

Em relação às peças do vestuário, a camisa social manga curta foi o produto que apresentou a maior variação. Os preços alternam entre R$ 39,90 e R$ 219,00, variação de 448,87%. Os preços da camisa social manga longa oscilam entre R$ 39,99 e R$ 179,00, variação de 347,61 %.  Outra opção que também apresentou uma grande oscilação foi a camisa gola polo.  O menor preço encontrado foi de R$ 35,99 e o maior de R$ 139,00. Atingiu uma variação de 286,22 %.

Já os acessórios apresentaram uma variação de 396,34%.  O cinto de couro pode ser encontrado de R$ 29,90 a R$ 129,00. Já a gravata varia de R$ 22,99 a R$ 99,90. Na lista dos perfumes, o preço médio de um perfume importado de 75 ml pode sair de R$ 239,90 até R$269,00, uma variação de 12,13%.

Na parte dos calçados, o preço do sapato social atingiu uma variação de 14,31%. O mesmo produto foi encontrado de R$ 69,90 até R$ 79,90.

Para os pais que gostam de tecnologia, caixa de som Bluetooth (modelo JBL Flip 4) pode custar entre R$ 579,00 até R$ 689,00, totalizando uma variação de 19%.  O fone de ouvido (modelo JBL Bluetooh JBL T500BT) apresentou variação de 19,20%. O menor preço encontrado foi de R$ 208,90 e o maior R$ 249,00.

Orientações

Seja na compra online ou em lojas físicas, é importante que o consumidor fique atento para evitar problemas. Confira algumas dicas:

1.      Ao comprar o presente, é fundamental observar se o estabelecimento permite que o produto seja trocado e quais as condições para realizar a troca.

2.      Quando se tratar de peças do vestuário como roupas, calçados, etc, e o presenteado não gostar ou não servir, saiba que o lojista não é obrigado a efetuar a troca. Neste caso, antes de finalizar a compra, avalie a possibilidade de troca e o prazo para que a mesma seja efetivada. Agindo assim, o acordo de troca deve ser cumprido.

3.      Prazo de 7 (sete) dias para arrependimento: Esta regra vale apenas para as compras que foram realizadas fora do estabelecimento comercial, seja por telefone, catálogo  postal, internet, etc. Neste caso, o consumidor terá um prazo de até 7 (sete) dias para se arrepender da compra.

4.      Observe o prazo de entrega, pesquise preços, exija a nota fiscal e preste atenção nos juros em compras parceladas. É preciso tomar cuidado com os preços promocionais. Alguns estabelecimentos e sites oferecem descontos a clientes fidelizados por meio de cartão, cadastro ou a utilização de um pagamento específico.

5.      Ao se dirigir à loja física, o consumidor não deve esquecer das medidas de segurança e higienização para evitar contaminação da Covid-19.  É necessário usar máscara, higienizar as mãos, respeitar o limite mínimo de 1,5m de distância entre as pessoas e exigir que os estabelecimentos cumpram essas determinações.

6.       Já para as compras online, o consumidor precisa ficar atento à segurança do site. É importante verificar o símbolo de um cadeado no canto direito superior da janela do navegador, pois, assim, é possível confiar que os dados do cartão de crédito não serão divulgados.

7.      O consumidor também pode verificar se existem reclamações contra o site que ele pretende comprar e, ainda, se há denúncias relativas à empresa. Os sites “Reclame Aqui” e “Consumidor.gov.br” são boas fontes para essas informações.

8.      Ao efetuar compras online, o consumidor deve capturar todas as telas, assim ele fica com o registro de todo o passo-a-passo até a finalização do pedido. Guarde todos os registros de sua compra, como e-mails de confirmação, códigos de localização e de realização da compra.

9.      Se for utilizar o cartão de crédito, o ideal é dar preferência ao uso do cartão virtual. O número de cartão temporário é gerado pelos aplicativos dos bancos sendo válido para uma compra única na internet. Se o número não for usado, o código expirará automaticamente em determinado prazo.

Canais de atendimento Procon

Caso o consumidor encontre alguma irregularidade, o Procon Goiânia disponibiliza canais de atendimentos à distância para receber denúncias, intermediar conflitos e orientar os consumidores: via e-mail (atendeprocon@goiania.go.gov.br), ou por telefone: (62) 3524-2942, 3524-2936, 3524-2949. O atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.


Leia mais: Governo economiza R$ 466 milhões durante pandemia