22.8 C
Goiânia
sábado, 24, fevereiro 2024
- Anúncio -

Com recursos, Anápolis avança para universalizar rede de esgoto

Aporte de R$ 67,6 milhões para construção de 193 quilômetros de redes coletoras

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Com uma população de 398 mil habitantes, o município de Anápolis vai iniciar o ano de 2024 mais próximo da universalização do serviço de esgotamento sanitário. A conquista foi possível graças a uma série de investimentos do Governo de Goiás, por meio da Saneago, com destaque para o aporte de R$ 67,6 milhões anunciado nesta sexta-feira (8) pelo governador Ronaldo Caiado.

O recurso será investido na construção de 193 quilômetros de redes coletoras, o que deve elevar o índice de atendimento para 93% dos habitantes. “Nós estamos entregando aquilo que a população de Anápolis espera da Saneago. Trabalhamos fortemente para que as pessoas vejam que quando se faz um serviço com honestidade e transparência, os resultados chegam”, ressaltou o chefe do Executivo.

Hoje 84% dos anapolinos possuem coleta de esgoto, já acima da média nacional, que é de 55,8%. Com as novas obras, o índice vai antecipar e ultrapassar a meta de 90% definida pelo Marco Legal do Saneamento para 2033. “Vamos atingir a universalização com quase 10 anos de antecedência ao que determina a legislação, é um marco importantíssimo”, afirmou o secretário de Estado da Infraestrutura, Pedro Sales.

O presidente da Saneago, Ricardo Soavinski, comentou que o trabalho da estatal no município ocorre tanto na frente do fornecimento de água tratada como de esgotamento sanitário. Hoje, estamos com cinco contratos de obras para atender essa região aqui. São empreendimentos para a gente continuar operando com eficiência e regularidade”, explicou Soavinski

A primeira ordem de serviço está relacionada à ampliação e melhorias na Estação de Tratamento de Esgoto, por meio da implantação de tratamento terciário, além de 126 quilômetros de redes coletoras de esgoto e 9,4 mil ligações. Nesta parte, serão investidos mais de R$ 53 milhões, beneficiando cerca de 280 mil pessoas. Os trabalhos começaram em outubro deste ano e têm prazo de execução de 26 meses.

No evento, que contou ainda com a presença do vice-governador Daniel Vilela, foi assinada ordem de serviço para obras da bacia Reboleiras, com construção de 67,7 quilômetros de redes coletoras de esgoto e 4,3 mil novas ligações domiciliares. O contrato tem valor de R$ 14,5 milhões e alcança 15 mil pessoas, especialmente na região Norte do município. Este trecho começou a ser executado em novembro e deve ser concluído em até 15 meses.

Leia mais:Trio de ataque não permanece no Atlético Goianiense para 2024

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -