Com passagens pelo futebol goiano, Artur Vieira diz torcer pelo “empate” entre Atlético e Goiás na Série A

0
Fotos: Divulgação / Atlético / Goiás

Com passagens por Atlético e Goiás, o zagueiro Artur Vieira, de 29 anos, hoje defende o Khon Kaen, da Tailândia. Esteve nas históricas temporadas de 2013 e 2014 no Dragão. Já no Verdão, atuou em 2016. Mesmo distante, o defensor conversou com o repórter Juliano Moreira, das Feras do Esporte, e disse acompanhar os dois rivais e torcer por eles separadamente. Mas em um eventual encontro entre os goianos na Série A, Artur preferiu não desagradar nenhuma das torcidas.

“Tenho amigos aí e sempre estou na torcida para que o futebol goiano cresça. Agora a briga fica feia pra eu torcer, afinal temos dois goianos na Série A. Tenho grande carinho pelo Atlético, que me abriu as portas. E no Goiás tenho amigos até hoje e foi o último clube que joguei por aí. Vou estar na torcida pelos dois e quando jogarem contra, que dê empate”, conta.

A vida fora do Brasil

Após deixar o Atlético-GO, Artur se transferiu para Fluminense e América-MG, até acertar seu retorno ao Centro-Oeste para defender as cores do Goiás. Antes de deixar o Brasil, ainda atuou por Paraná e Boa Esporte. Longe de terras tupiniquins, o zagueiro foi a Indonésia atuar pelo Barito Putera, na Suécia jogar pelo Elfsborg e, por fim, chegou a Tailândia para defender as coras do Khon Kaen FC. Em meio a pandemia do Coronavírus, o futebol tailandês também acabou sendo paralisado.

“Já estamos em quarentena há três semanas. A cidade onde moro está um pouco mais tranquilo, afinal só tiveram cinco casos. A preocupação toda é mais em Bangkok. Mas estamos nos prevenindo, tentando nos manter o máximo em casa. Espero que tudo melhore e nossa rotina volte logo. Não aguento mais os treinos online (risos), preciso de um contato maior com a bola. Quero muito que nossa rotina volte logo”, afirma.