20.8 C
Goiânia
terça-feira, 7, dezembro 2021
- Anúncio -

Central de Fiscalização da Covid-19 em Goiânia já aplicou mais de R$ 2 milhões em multas

Até o último levantamento divulgado pela prefeitura, no último dia 30 de setembro, foram realizadas mais de 16 mil vistorias em estabelecimentos, resultando uma quantidade de 455 locais fechados.

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

A Central de Fiscalização da Covid-19 da Prefeitura de Goiânia vem realizando uma série de vistorias na capital no intuito de verificar se os estabelecimentos estão cumprindo os protocolos de segurança estabelecidos. Entre as medidas que devem ser cumpridas estão: distanciamento social, locais para higienização das mãos, utilização de equipamentos de segurança dos funcionários entre outros. 

Até o último levantamento divulgado pela prefeitura, no último dia 30 de setembro, foram realizadas mais de 16 mil vistorias em estabelecimentos, resultando uma quantidade de 455 locais fechados, por não atenderem os protocolos dos decretos municipais e estaduais. Além disso, 94 locais foram fechados por estarem funcionando fora do escalonamento de horário.

454 multas já foram aplicadas

Outro dado que chama atenção é o número de multas aplicadas. De acordo com a Prefeitura de Goiânia, já foram realizados 454 autos de infração (multas) que foram emitidos com valores de R$ 4.700 cada uma. O valor total destas infrações chega a R$ 2.133.800,00. “No primeiro momento, foi mais para informar, mas agora estamos fazendo as interdições dos estabelecimentos e alguns ainda não estão cumprindo as normas sanitárias”, explica Agnaldo de Lima, gerente de fiscalização.

“Tem muita infração as normas ainda. No geral muita gente está procurando regularizar para voltar ao funcionamento normal até porque eles tem tomado muito prejuízo em relação a isso”, revela Agnaldo. De acordo com ele, muitos estabelecimentos tem continuado contra as normas sanitárias, o que acaba gerando multas e interdições.

Na noite desta sexta-feira (09), mais uma fase da operação foi realizada em Goiânia, em bares, restarurantes e boates, alguns incluvise, não tem autorização para funcionar. A fiscalização apura, além das normas sanitárias, as autorizações legais do local para funcionamento. A Central de Fiscalização da Covid-19, instituída na capital por via do Decreto Municipal nº 950 de 28 de abril de 2020.


Leia mais: Além de eventos e zoológico, novo decreto permite volta das caravanas da 44

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -