25.8 C
Goiânia
sábado, 13, abril 2024
- Anúncio -

Câmara aprova perda do mandato de Flordelis, acusada de mandar matar o marido

Pastor Anderson do Carmo foi morto em junho de 2019

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Por 437 votos a favor, 7 contrários, e 12 abstenções, o plenário da Câmara decidiu cassar o mandato da deputada federal Flordellis, (sem partido-RJ), acusada de mandar matar o marido, o pastor Anderson Torres.

O crime ocorreu em junho de 2019. O pastor foi executado com mais de 30 tiros.

Flordelis refuta a participação no crime e chegou a entrar com mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar impedir a votação. Esse recurso, no entanto, foi negado pela ministra Cármen Lúcia.

Para que o mandato fosse cassado, eram necessários pelo menos 257 votos — o que corresponde à maioria absoluta dos parlamentares.

Com a cassação, Flordelis perde a chamada imunidade parlamentar, que impedia sua prisão preventiva. Por causa da prerrogativa, a deputada só podia ser presa em caso de flagrante de crime inafiançável.

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -