25.8 C
Goiânia
sábado, 13, abril 2024
- Anúncio -

Bolsonaristas saem de Goiânia rumo a Brasília para manifestação contra Lula

Noutro momento, um homem conclama a participação de todos os patriotas para irem a Brasília

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Desde o findar do segundo turno das eleições presidenciais de outubro de 2022, quando Luiz Inácio Lula da Silva (PT) acabou eleito, milhares de brasileiros em todo o país foram às ruas para manifestar repúdio à vitória do petista.

Os manifestantes foram, também, à porta dos quartéis do Exército, em vários estado do país, cobrar anulação das eleições. Para este fim de semana, entre os dias sete e nove de janeiro, os apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) organizaram uma viagem para irem à capital federal do país com o objetivo de criticar a vitória de Lula.

Segundo um dos organizadores, que falou à Bandeirantes, a saída dos ônibus para Brasília será em frente ao Comando do Exército no Jardim Guanabara, em Goiânia. O horário combinado para partida foi às 5h.

Num vídeo enviado à reportagem, um dos envolvidos no ato explica que vários CACs (Cassadores, Atiradores e Colecionadores de Armas) confirmaram presença em Brasília. Ainda de acordo com o homem, o objetivo da viagem é mostrar aos adversários políticos que os apoiadores de Bolsonaro estão bem organizados para mostrar oposição à gestão de Lula da Silva.

Noutro momento, um homem conclama a participação de todos os patriotas para irem a Brasília.

“O recado é: venha para o QG de Brasília e depois, não é agora, nós vamos pegar aquilo que sempre foi nosso. Vamos continuar aqui. Viralizem esse vídeo”, diz.

À Bandeirantes, um dos políticos de Goiás próximo ao presidente Bolsonaro disse que a pressão contra Lula será durante todo o tempo que ele estiver no Palácio do Planalto.

“Não vamos dar trégua a esse homem que está no poder. Vamos fazer oposição responsável, mas será incisiva sem descanso”, disse.

Após a derrota nas urnas, o presidente Jair Bolsonaro optou por falar pouco e não deu declarações acerca da política. O capitão deixou o Brasil ainda em 2022, viajou no dia 30 de dezembro com destino aos EUA.


Leia mais: Advogado não acredita em cassação do senador Wilder Morais

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -