24.8 C
Goiânia
sábado, 23, outubro 2021
- Anúncio -

Bares e restaurantes poderão ter show ao vivo a partir da próxima quarta-feira (31)

Na última quinta-feira (25), o Governo de Goiás abriu um canal de atendimento exclusivo para atender os filiados ao Sindibares na busca por crédito durante a pandemia.

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Começa a valer na próxima quarta-feira (31) o decreto com as novas medidas de enfrentamento à Covid-19 em Goiânia. O documento apresenta o modelo de revezamento 14 por 14, com abertura das atividades econômicas da capital, conforme decisão do prefeito Rogério Cruz (Republicanos) anunciada após reunião com representantes do Governo de Goiás, Câmara Municipal e setor produtivo.

Entre as medidas, está o retorno do funcionamento de bares e restaurantes, com 50% da capacidade de pessoas sentadas e possibilidade de show ao vivo, exclusivamente, do tipo “voz e violão” com no máximo dois integrantes por apresentação. O horário de funcionamento do segmento poderá ser das 11h às 23h.

O decreto anterior será válido por mais dois dias, até terça-feira (30), para que igualar a partir de quarta-feira (31) as restrições em todo estado de Goiás. “Não seria conveniente antecipar o nosso decreto neste momento. Geraria muita confusão dos goianienses e dos goianos”, explicou o prefeito Rogério Cruz, durante coletiva de imprensa.

Linha de crédito

O Governo de Goiás criou, na última quinta-feira (25), um canal de atendimento exclusivo para atender os filiados ao Sindicato dos Bares e Restaurantes do Município de Goiânia (Sindibares) na busca por crédito do Programa Estadual de Apoio ao Empreendedor (Peame). Os empreendedores do ramo podem solicitar crédito de até R$ 50 mil, sem juros, desde que não demita funcionários.

O serviço especial aos donos de bares e restaurantes de Goiânia foi definido após reunião entre o secretário da Retomada, César Moura, o presidente do Sindibares, Newton Pereira, e gerente de Rede Credenciada da Agência de Fomento de Goiás (GoiásFomento), Flay Canedo Martins. Pelo acordo, um representante de cada entidade vai formar um grupo para auxiliar no preenchimento dos formulários para solicitação de crédito, e encaminhamento do processo na GoiásFomento.


Leia mais: Fiscalização interdita bares, distribuidoras, igreja e multa mais de 50 locais, em Aparecida

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -