24.8 C
Goiânia
quarta-feira, 17, julho 2024
- Anúncio -

Apreensão de pescado bate recorde em última semana de operação no Araguaia

Cerca de 128 kg foram recolhidos na sétima semana, quantidade 228% maior que na anterior

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O volume de pescado apreendido na última semana de fiscalização contra pesca ilegal no Rio Araguaia foi o maior desde o início da operação: 127,8 kg. As equipes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) também recolheram 12,9 kg de jacaré, 7,4 kg de tartaruga e 7,8 kg de paca. Os quase 128 kg dessa sétima semana representam aumento de 228% na comparação com a anterior (37,8 kg).

Segundo a Semad, desde o início da operação, no dia 15 de junho, foram 346,6 kg recolhidos. A parte que estava habilitada para o consumo foi doada para instituições de caridade, como o lar de idosos São Paulo Apóstolo (Araguapaz) e a Vila São Cottolengo (Trindade). O restante, destruído. Nos últimos sete dias, foram lavrados 12 autos de infração. O valor das multas aplicadas alcançou R$ 94,1 mil. A Semad também recolheu equipamentos utilizados pelos infratores na atividade de pesca ilegal: um espinhel, 50 pindas, oito tarrafas, uma vara, sete redes e uma arapuca.

Balanço

Em um mês e meio de operação, os fiscais aplicaram um total de R$ 303,6 mil em multas e lavraram 82 autos. As equipes conseguiram salvar 14 tartarugas e outros 34 espécimes com vida, que foram devolvidos à natureza.

Durante abordagem náutica no Araguaia, em 3 de julho, fiscais encontraram uma embarcação suspeita com três homens e constatou-se que um deles estava foragido por crime de homicídio. Com apoio do Batalhão Ambiental da Polícia Militar, o trio foi conduzido para a delegacia de Nova Crixás. Em posse deles, havia três armas e 38 munições. Eles estariam se deslocando para um local de caça.

Entre armas e outros utensílios, foram apreendidos pela Semad em um mês e meio, 275 itens. A lista tem 100 pindas, 32 varas, 33 tarrafas, 20 molinetes, 15 redes, 13 motores, 12 canoas, 12 cambuís, nove carretilhas, sete tanques de combustível, cinco cadeiras para barcos, cinco boias, três caixas térmicas, três espinhéis, dois apetrechos, um carretel, uma bateria, uma motocicleta, uma motosserra, uma lancha, um celular, uma zagaia e uma arapuca. Além de dez armas e 43 munições.

Leia mais:“Proporcionar qualidade de vida aos 7 milhões de goianos”, diz Caiado sobre papel de militares promovidos na PM

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -