22.8 C
Goiânia
sábado, 13, abril 2024
- Anúncio -

Após recomendação de Marcelo Queiroga, CONASS dispensa prescrição médica para vacinação de crianças

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O ministro da saúde, Marcelo Queiroga, anunciou, na noite desta quinta-feira (24/12), em entrevista coletiva, que crianças de 5 a 11 anos serão vacinadas contra Covid-19 apenas mediante a apresentação de prescrição médica e consentimento dos pais. Entretanto, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) divulgou um cartão de Natal para as crianças do Brasil para avisar que não vão exigir nenhum tipo de documento para imunização.

“A nossa recomendação é que essa vacina não seja aplicada de forma compulsória. Ou seja, depende da vontade dos pais. E essa vacina estará vinculada a prescrição médica, e a recomendação obedece a todas as orientações da Anvisa”, disse Queiroga. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, no dia 16 de dezembro, o uso da vacina Comirnaty da Pfizer para imunização contra Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos de idade.

Segundo alguns dos gestores estaduais, Marcelo Queiroga atua apenas em função da base bolsonarista e só quer holofotes. Além disso, os secretários têm criticado duramente as ações do ministro à frente da pasta. Mesmo com a recomendação do governo federal, os estados e municípios definem como será a vacinação e quais regras devem ser aplicadas

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -