31.8 C
Goiânia
segunda-feira, 15, abril 2024
- Anúncio -

Após adiamentos, acusados de matar Valério Luiz vão a júri popular dez anos após crime

Segundo previsão do TJ-GO, o julgamento pode durar até três dias. A sessão está agendada para começar às 8h30.

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Dez anos após o crime, os cinco acusados de matar o cronista esportivo, Valério Luiz, irão a júri popular nesta segunda-feira (14), no auditório do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), no Setor Oeste, em Goiânia. O julgamento já foi adiado duas vezes. Devido à pandemia, houve mudança do juiz responsável e o processo foi desmembrado.

Segundo previsão do TJ-GO, o julgamento pode durar até três dias. A sessão está agendada para começar às 8h30. Serão 30 testemunhas, sete jurados e cinco réus. Valério foi morto a tiros no dia 5 de julho de 2012, no Setor Serrinha, em Goiânia. Ele saia da antiga Rádio Jornal, hoje Rádio Bandeirantes Goiânia, quando foi baleado dentro do próprio carro.

À época, após sete meses de investigação, a Polícia Civil indiciou por homicídio: o ex-presidente do Atlético-GO e atual vice do conselho de administração do time, Maurício Borges Sampaio; Urbano de Carvalho Malta, funcionário de Maurício Sampaio; os policiais militares Ademá Figueiredo e Djalma da Silva e o açogueiro Marcus Vinícius Pereira Xavier.

Pouco mais de um mês depois do indiciamento, em 27 de março, o Ministério Público de Goiás (MP-GO), denunciou os cinco pelo mesmo crime. Em entrevista à Bandeirantes, o advogado Valério Luiz, filho da vítima, falou em punição. “Acharam que poderiam fazer uma brutalidade daquela e ainda sim ter força e influência suficientes para não serem investigados, processados, punidos e irem pra cadeia. Hoje eu vejo que eles quase estavam certos, porque olha o que foi preciso para que esse julgamento fosse efetivado”, diz.

“A expectativa é que na próxima semana a gente possa finalmente mostrar tudo o que aconteceu naquele cinco de julho de 2012, de forma clara para os jurados”, declarou Valério Luiz Filho. Valério estará no julgamento como assistente de acusação.


Leia mais: Ex-governador Marconi Perillo passa por tratamento contra pneumonia

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -