Apesar de colocar o Inter como “favoritíssimo”, Adson confia que o elenco pode surpreender

O Atlético terá pelo menos cinco desfalques para o confronto das oitavas de final. O presidente desceu aos vestiários ao final da partida para conversar com os jogadores

0
Adson Batista comenta Atlético Goianiense e Interncional Copa do Brasil
O presidente do Atlético Goianiense, Adson Batista, falou à imprensa que confia no elenco para o jogo de quarta-feira (29), contra o Internacional, pela Copa do Brasil, em Goiânia. (Foto: Divulgação / ACG)

Após a derrota para o Palmeiras pela Série A, o presidente do Atlético Goianiense, Adson Batista, falou à imprensa que confia no elenco para o jogo de quarta-feira (29), contra o Internacional, pela Copa do Brasil, em Goiânia. O Atlético terá pelo menos cinco desfalques para o confronto das oitavas de final. O presidente desceu aos vestiários ao final da partida para conversar com os jogadores, mas de acordo com ele, foi para dar uma injeção de ânimo.

“Confio muito, esse jogo foi atípico, o Atlético tem condição de jogar, nós precisamos reavaliar algumas coisas também, ter mais segurança defensiva em relação a correr menos riscos” comentou Adson. “Isso não quer dizer que tem que ficar rifando a bola e dar chutão toda hora, mas ter mais prudência em alguns momentos”, sublinho o gestor.

“O importante é a gente ter a humildade de saber que o Internacional é favoritíssimo para esse jogo e nós vamos correr por fora e tentar surpreender. Quem entrar tem que dar o seu máximo, ter seriedade e jogar futebol com competitividade porque nós temos condição de surpreender o Inter”, pontuou Adson Batista.

Erros individuais

Dois dos gols palmeirenses foram marcados após erros individuais por parte do Atlético. O estreante Baralhas e o lateral Dudu dividiram a mesma bola que, sobrou para Wesley abrir o placar. No segundo tempo, o goleiro Jean entregou nos pés de Luiz Adriano ao tentar sair jogando. Sobre isso, Adson disse que não se pode crucificar os jogadores.

“É um grande goleiro, tem a nossa confiança. Eu não vou em momento nenhum aceitar ninguém crucificar jogadores do Atlético, isso acontece”, afirmou o presidente. “O que eu quero deixar bem claro é que eu confio em nossa equipe, ela tem qualidade, tomamos gols em momentos cruciais. O importante é não sentir o golpe e ter regularidade nesse campeonato”.

Sobre o estreante Gabriel Baralhas, Adson defendeu a atuação do atleta. “Ele é bom jogador, é jovem, tem potencial, é jogador com nosso perfil. Não vamos execrar o jogador, um jogo o cara joga mal e não presta. Não funciona assim”, comentou Adson. De acordo com Adson Batista, o time jogou “pensando na Copa do Brasil”.


Leia mais: Atlético sofre com erros individuais e é goleado pelo Palmeiras em Goiânia