25.8 C
Goiânia
sábado, 13, abril 2024
- Anúncio -

AGU entra com ação contra mais 45 acusados por destruição em 8 de janeiro

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Foi protocolada pela Advocacia-Geral da União (AGU) uma ação civil pública adicional, com o objetivo de solicitar o ressarcimento aos cofres públicos pelos danos causados durante os atos golpistas ocorridos em 8 de janeiro. Nesse processo, que é o quinto do tipo, são imputadas acusações a 45 indivíduos que foram detidos em flagrante dentro do Palácio do Planalto. A AGU requereu o bloqueio de bens dos acusados, avaliados em R$ 26,2 milhões.

Até agora, a AGU vinha solicitando o bloqueio de R$ 20,7 milhões dos acusados nas outras ações, com base na estimativa dos prejuízos causados no Palácio do Planalto, na Câmara, no Senado e no Supremo Tribunal Federal (STF). O valor subiu porque o cálculo dos danos no STF foi alterado, passando de R$ 5,9 milhões para R$ 11,4 milhões.

Em outras quatro ações, a AGU já conseguiu o bloqueio de 178 pessoas, três empresas, uma associação e um sindicato e posteriormente pediu a condenação delas. Desses alvos, 124 foram presos em flagrante por participarem dos atos. As outras 54 pessoas e as entidades são apontadas como responsáveis por fretar ônibus que levaram manifestantes de fora de Brasília para a capital.

A AGU também apresentou uma outra ação contra os responsáveis pelo transporte, mas dessa vez pedindo o pagamento de R$ 100 milhões de dano moral coletivo.


Leia mais: Lei que prevê instalação de câmeras em presídios é aprovada em Goiás

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -