24.8 C
Goiânia
quarta-feira, 17, julho 2024
- Anúncio -

Sebrae e Prefeitura elaboram plano para um turismo mais sustentável, em Rio Quente

Plano define ações prioritárias para explorar de forma sustentável o potencial turístico da cidade

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), e a Prefeitura de Rio Quente, realizaram uma parceria para difundir as potencialidades turísticas de forma sustentável, para isso foi elaborado, nesta semana, um plano de plano estratégico para a preservação dos recursos naturais. A cidade há 35 anos se emancipou de Caldas Novas para conquistar o mundo conta com uma população de 4.728 habitantes segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). O município recebe milhares de turistas do Brasil e de países como Japão, Estados Unidos, Argentina, México, Inglaterra, Portugal, Itália, Argentina e França para contemplar uma das maiores estâncias hidrotermais do mundo.

Para o Sebrae, a ideia é movimentar a economia local. A cidade conta com 185 empresas formalmente registradas, em sua maioria conglomerados turísticos de hotéis, chalés, resorts, pousadas e condomínios.

Para explorar de forma sustentável todo o seu potencial, a Prefeitura de Rio Quente implantou o Programa Cidade Empreendedora, uma iniciativa do Sebrae para acelerar a gestão pública no processo de desenvolvimento socioeconômico do município.

Uma das ações do programa é a criação do Plano Municipal de Turismo, que tem por finalidade definir ações estratégicas de curto, médio e longo prazos, em sintonia com as políticas da gestão municipal.

A prefeita Ana Paula Lima de Oliveira (Solidariedade), afirma, que a construção do plano foi um processo que exigiu muito empenho de todos os envolvidos. “É a realização de um sonho, foi projetado e construído por várias mãos”, destaca.

Segundo a gestora estadual de Turismo do Sebrae, Priscila Vilarinho, durante seis meses foram realizadas diversas oficinas participativas, que culminaram em um diagnóstico bastante cirúrgico com relação ao turismo em Rio Quente. “Agora é hora de executar os programas que foram definidos como prioritários para o desenvolvimento turístico local, o que envolve, necessariamente, os pequenos negócios da cidade”, reforça.

Leia mais: Na China, Daniel Vilela renova acordos 30 anos após primeira missão chefiada por Maguito

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -