17.8 C
Goiânia
quarta-feira, 19, junho 2024
- Anúncio -

Ronaldo Caiado assina adesão à Rede Gov.br e garante que “Goiás Digital fará o cidadão se sentir respeitado”

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O governador Ronaldo Caiado (DEM) assinou, nesta terça-feira (03/09), a adesão de Goiás à Rede Nacional de Governo Digital (Rede Gov.br). A plataforma vem ao encontro dos projetos do governo estadual, que já trabalha o uso da inovação e da tecnologia para facilitar a vida população e promover economias para o Estado. “Goiás vai mostrar que as pessoas não precisam suportar horas em uma fila para ter acesso aos serviços públicos”, destacou Caiado.

A Rede Gov.br é uma plataforma que se propõe a modernizar a gestão pública, facilitando o acesso aos serviços, via aplicativo ou site. Goiás é o sexto Estado a aderir ao programa, mas ingressa, segundo Caiado, com o desafio de ser campeão na apresentação de resultados. “Vocês podem ter certeza que seremos o primeiro a ter o governo totalmente digitalizado. Esse é um desafio que quero colocar aqui a todos os servidores”, anunciou o governador. O Goiás Digital, destacou o governador, será um marco e fará o cidadão se sentir respeitado, além de contribuir para a estruturação e reconstrução do Estado. 

O governador Ronaldo Caiado ressaltou que Goiás já caminha para digitalizar os serviços prestados e determinou celeridade nesse processo. “É um absurdo termos processos intermináveis e um consumo exagerado de papel. Vamos utilizar esse exemplo da Previdência Social e repercutir para [atender] o produtor rural, que precisa se deslocar uma distância enorme para tirar guia de embarque, ou caracterizar que fez a vacinação. Precisamos gerar economia, dar celeridade e melhorar o atendimento ao cidadão”, sublinhou Ronaldo Caiado.

Participaram da assinatura do termo de adesão os secretários de Estado Ernesto Roller (Governo), Marcos Cabral (Desenvolvimento Social), Valéria Torres (Comunicação), Edival Lourenço (Cultura), tenente-coronel Luiz Carlos de Alencar (Casa Militar) e Fábio Cammarota (Governadoria), além do presidente da Codego, Pedro

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -