27.8 C
Goiânia
terça-feira, 24, maio 2022
- Anúncio -

Procon Goiânia faz operação para coibir preços abusivos em postos de combustíveis

Nesta manhã, os fiscais já notificaram postos localizados no Setor Central, Sul, Aeroporto, Parque Amazônia, Eldorado e Bueno.

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Após a Petrobras anunciar reajuste nos preços da gasolina e do diesel para as distribuidoras, o Procon Goiânia iniciou nesta terça-feira (26), fiscalização nos postos de combustíveis para verificar se há prática abusiva no repasse para o consumidor. Nesta manhã, os fiscais já notificaram postos localizados no Setor Central, Sul, Aeroporto, Parque Amazônia, Eldorado e Bueno.

Nesta segunda-feira (25), o preço do litro da gasolina chegou a R$ 7,27 em alguns postos da capital. Já de acordo com o aplicativo E-ON, da Secretaria da Economia de Goiás, um posto localizado no Setor Central, em Goiânia, está vendendo o litro da gasolina a R$ 7,99 centavos, maior valor registrado até o momento.

Segundo a presidente do Procon Goiânia, Carolina Pereira, durante a operação os fiscais solicitam as notas fiscais de venda e compra dos combustíveis do começo do mês de outubro para fazer a comparação dos preços. “Neste primeiro momento, os postos serão notificados. Eles terão um prazo de 24 horas para encaminhar os documentos para o departamento de cálculo do Procon”, explica a presidente.

De acordo com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista e Derivados do Petróleo em Goiás (Sindiposto), Márcio Andrade, vários fatores colaboram para o aumento do preço. “O que eu coloco como mais importante é a cotação do dólar, desvalorizou muito o real e isso tem causado um impacto maior nos produtos que são cotados em dólar”, disse em entrevista ao Manhã Bandeirantes.

Ainda segundo ele, a tendência é de que o aumento continue. “Não acredito em uma mudança tão busca, que seria favorável. Nós vamos manter essa situação de elevação de preços se não houver nenhuma alteração na cotação do barril de petróleo e também no câmbio”, diz ele.

Influência do dólar

Márcio ressalta ainda que o barril do petróleo já chegou a USD 100,00 no passado e não houve o mesmo impacto como atualmente. Segundo ele, para haver valorização do real novamente, é necessário haver estabilidade econômica e política no país. “[…] Para que os investidores internacionais possam ter confiança no país e voltar a investir”, pontua.

O consumidor pode denunciar preços abusivos por meio do telefone 3524-2942 ou aplicativo Prefeitura 24h. Os preços dos combustíveis na capital são monitorados periodicamente pelo Procon Goiânia.


Leia mais: Prefeitura diz que operação do MP envolvendo a Comurg não investiga servidores públicos

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -