Prefeitura realiza operação contra aglomeração em bares e restaurantes de Goiânia

0

Em mais uma ação da Central de Fiscalização da Covid-19, realizada neste sábado (20/02), agentes da Guarda Civil Metropolitana (GCM), em parceria com a Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) e Vigilância Sanitária, visitaram estabelecimentos da capital para assegurar o cumprimento das medidas sanitárias contra a proliferação do coronavírus.

Durante a operação, foram verificadas denúncias registradas na Central da Guarda Civil (153) e por meio do aplicativo “Prefeitura 24 horas”, em diversas regiões de Goiânia. Na tarde de sábado, um estabelecimento localizado no Parque Oeste foi interditado por realizar uma festa com aglomeração e desrespeito a outros protocolos sanitários.

Segundo o comandante da GCM, Vilmar Rodrigues, após as 22h, 21 pessoas foram autuadas por não usarem máscara, um estabelecimento foi interditado, e outros quatros receberam autos de infração por descumprimento das medidas sanitárias. Uma festa também foi interditada e uma pessoa conduzida por embriaguez.

Na última sexta-feira (19/02), foram 35 locais visitados pela Central de Fiscalização. Destes, cinco estabelecimentos sofreram interdição e 14 foram multados, enquanto 18 residências foram flagradas com aglomeração e poluição sonora, sendo aplicadas cinco multas e 13 notificações.

Desde o dia 27 de janeiro até sábado (20/02), mais de 400 estabelecimentos já foram fiscalizados, dentre os quais 86 foram autuados e fechados. De acordo com a GCM, a fiscalização segue por meio do plantão de denúncias.

A Central de Fiscalização covid-19 da Prefeitura de Goiânia, coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), conta ainda com fiscais da Secretaria de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh), Secretaria Municipal de Trânsito (SMT), além de contar com o apoio da Polícia Militar.

Por determinação do prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, o município tem adotado uma série de medidas para conter a disseminação da Covid-19 na capital. Entre elas, está o fechamento de distribuidoras de bebidas às 22 horas, bares e restaurantes às 23 horas e limitação do funcionamento de academias e quadras esportivas a apenas 30% da capacidade.

Além da fiscalização e medidas de prevenção, o município investe em campanhas de testagem em massa e abertura de leitos para pacientes com Covid-19. Só este ano foram 46 novos leitos de UTI, ou seja, um aumento de 28% na capacidade de atendimento.

A taxa de ocupação dos leitos destinados à Covid-19 na rede municipal de saúde chegou a 68% de enfermaria e 73% de UTI. Os dados foram registrados neste sábado (20/02) às 17 horas.