Polícia prende traficante recebendo drogas pelo Correios, em Aparecida; vídeo

Também foi localizado, no guarda-roupas de sua casa, na parte superior, R$ 460 em espécie oriundos do tráfico, e uma balança de precisão.

0
Polícia Civil maconha
Os policiais civis verificaram a encomenda e constataram 2 tabletes de maconha, com cerca de 2 kg, bem vedados. (Foto: Polícia Civil)

A Operação com Fronteiras, deflagrada pela Polícia Civil de Goiás, efetuou nesta quinta-feira (04), a prisão em flagrante, de um investigado em Aparecida de Goiânia, no momento em que recebia 2 kg de maconha, encomendados do Mato Grosso do Sul. A prisão ocorreu após denúncia anônima informando sobre tráfico de drogas interestadual. A 5º DP de Aparecida de Goiânia e 2º DP de Aparecida foram responsáveis pela prisão.

De acordo com as informações, um conhecido traficante da região do Bairro Cardoso, em Aparecida de Goiânia, receberia uma encomenda nesta quinta-feira. Após levantamentos e compartilhamento de informações entre Polícia Civil e Correios, foi realizada a abordagem ao suspeito, de 20 anos, no momento em que assinou e recebeu sua encomenda.

Os policiais civis verificaram a encomenda e constataram 2 tabletes de maconha, com cerca de 2 kg, bem vedados. Ao ser entrevistado, o destinatário confirmou que encomendou a droga do estado do Mato Grosso do Sul, via Facebook, para fins de tráfico. Também foi localizado, no guarda-roupas de sua casa, na parte superior, R$ 460 em espécie oriundos do tráfico, e uma balança de precisão.

Após checagem do meio de vida e comportamento social do autuado, a equipe policial constatou que ele teve expedido alvará de soltura judicial para responder pelos crimes de tortura e tráfico de drogas em liberdade. Quando menor, o investigado teve ainda uma passagem policial por posse de arma de fogo.

O conduzido foi autuado em flagrante delito por tráfico de drogas majorado pela interestadualidade, com pena superior a 15 anos de reclusão.


Leia mais: Goiânia realiza testagem ampliada da Covid-19 em 11 unidades de saúde