17.8 C
Goiânia
quinta-feira, 18, julho 2024
- Anúncio -

Polícia Civil de Goiás prende criminosos que aplicavam golpes financeiros

Foram cumpridos três mandados de prisão temporária e quatro mandados de busca e apreensão em Goiás, Mato Grosso e Santa Catarina

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repreensão a Crimes contra o Consumidor (Decon) , deflagrou, na manhã desta terça-feira (2), a Operação Protection XVIII. A ação acontece para reprimir crimes contra as relações de consumo, mais especificamente, os “golpes da casa própria” ou “golpes da carta contemplada”. 

Os investigados era duas mulheres e um homem, conhecidos por Eloisa da Silva Ceccon, Ayla Tamires Soares Cruz e Lucas Gabriel Uliano que utilizavam a empresa “Larconnex Representações Financeiras”, além de outros CNPJs, para induzir consumidores a erro na admissão de contratos de consórcio.

Em abril deste ano, a Decon recebeu várias denúncias de golpes aplicados em uma sala comercial no Setor Oeste, em Goiânia. Dez vítimas foram ouvidas, cada uma com prejuízo estimado em 20 mil reais. A polícia também identificou que o grupo recém instalado na capital também aplicava golpes no estado do Mato Grosso desde 2019. 

Durante as investigações, os criminosos saíram do estado de Goiás, mas foram localizados e presos em Balneário Camboriú (SC) e Cuiabá (MT). Eles foram levados para as delegacias locais.

Os nomes e imagens foram divulgados em razão do interesse público, para que outras possíveis vítimas procurem a Delegacia do Consumidor. A operação policial contou com apoio da Polícia Civil do Mato Grosso e da Polícia Civil de Santa Catarina.

Leia mais: Saúde recomenda atualizar vacinas antes da temporada do Araguaia

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -