PM apura desaparecimento de motorista e R$ 20 mil

0


Os policiais militares 3º sargento Rafael Cardoso e soldado Sara Augusto Barros, lotados no 41º Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Aparecida de Goiânia, realizavam patrulhamento preventivo, neste sábado, 8, quando foram informados pelo Copom sobre o desvio de rota de um caminhão da empresa de logística Regra, que realizava a entrega de bebidas em Trindade.

De acordo com a última posição geográfica indicada pelo sistema de monitoramento da empresa, os policiais militares conseguiram localizar o caminhão estacionado, com uma das portas da lateral esquerda aberta.

Acionado pelos militares, o coordenador de logística da empresa, Claudio Gonçalves Rocha, compareceu até local onde o veículo foi encontrado, localizando no interior do caminhão a chave do veículo, mapa das entregas realizadas e um aparelho celular de propriedade da empresa, que estava desligado.

No compartimento destinado ao transporte de cargas, o coordenador constatou que havia parte das mercadorias e caixas vazias.

Segundo relatou, a última parada do veículo registrada pelo sistema teria ocorrido no início da tarde, em Trindade, quando supostamente o motorista do caminhão, Marinaldo Ribeiro Milhomem, teria deixado o ajudante em sua residência. “Após isso, o sistema indica que o caminhão só parou no local onde foi encontrado, não conseguindo mais contato com o motorista”, diz.

O supervisor da empresa, Bruno Jose Silva, explica que a carga está avaliada em R$ 34.801,29. No cofre localizado no interior do veículo, os representantes da empresa encontraram apenas um cheque no valor de R$ 10.046,26. “Conseguimos fazer contato com o ajudante. Ele afirmou que o motorista não estava colocando o dinheiro dentro do cofre. O que causa estranheza”, afirma.

Após a coleta de informações sobre o caso, os militares encaminharam o veículo para a 4ª Delegacia Distrital de Aparecida de Goiânia, ficando à disposição da autoridade policial de plantão, delegada de Polícia Ilda Helbingen dos Santos, que vai investigar o desaparecimento do motorista e cerca de R$ 20 mil em dinheiro.