Operação da PF apura fraude em aposentadorias por idade rural

0
Imagem: PF/Divulgação

Na manhã desta quinta-feiram,10, a Policia Federal deflagrou uma operação que apura fraudes na liberação de pedidos de aposentadoria por idade rural, em Goiás. De acordo com as investigações, alguns requerimentos como os mesmos documentos, agendamentos e números de telefones feitos sempre nos mesmos computadores chamaram a atenção dos investigadores.Cerca de 25 policiais federais e servidores do INSS participam da operação.

No total, foram realizados sete mandados de busca e apreensão em Quirinópolis, Cachoeira Alta e Paranaiguara. Os nomes dos alvos não foram divulgados. A suspeita é que o esquema causou um prejuízo de R$ 385 mil e afetou uma economia futura com o não pagamento irregular de benefícios, de R$ 3 milhões.

A PF informou que notas e recibos emitidos sem o conhecimento dos supostos titulares também constam como indícios de falsidade. As investigações começaram em 2019, tendo como alvo uma agência da Previdência em São Simão.

Os envolvidos são investigados pelos crimes de organização criminosa e estelionato previdenciário, cujas penas em caso de condenação chegam a mais de 10 anos.