Novo decreto proíbe casamentos e outros eventos privados em Goiânia

0

Para conter a aceleração de contágio pela pandemia de covid-19 em Goiânia, a prefeitura decidiu aumentar algumas restrições.  O secretário de governo da prefeitura de Goiânia, Andrey Azeredo, divulgou, em coletiva de imprensa realizada no final da tarde de segunda-feira (22/2), algumas das medidas para conter a propagação da covid-19 que estarão no novo decreto, que deve ser publicado pelo prefeito Rogério Cruz (Republicanos) ainda nesta segunda (22). A partir desta quinta quinta-feira (25/2), estão proibidos eventos privados como festas, batizados e casamentos, inclusive em salões de festas de condomínios na capital goiana. Shoppings vão funcionar com 50% da capacidade e horário limite de 22h.

A Região da 44 vai funcionar apenas de quarta a sábado, das 7h às 15h. Bares e restaurantes funcionarão com metade da capacidade, mas com shows proibidos e horário limite até 22h. Igrejas também entram nesse decreto com redução para 30% da capacidade. Os servidores públicos do município vão alternar entre trabalho presencial e home office: 50% em cada modalidade, alternando a cada 14 dias.

O comércio na 44 teve os seus dias e horários de funcionamento restringidos: a região só deve funcionar de quarta a sábado e das 7h às 15h. Nada muda, porém, no transporte coletivo e nas escolas, que seguem funcionando com 30% da capacidade.

Confira abaixo as demais medidas anunciadas:

  1. Shopping center com 50% da capacidade, horário de funcionamento limitado até 22h.
  2. Bares e restaurantes com 50% da capacidade, proibida qualquer modalidade de sonorização, horário de funcionamento até às 22h.
  3. Salões, barbearias e similares, até 30% da capacidade.
  4. Templos religiosos, até 30% da capacidade.
  5. Academias, até 30% da capacidade. Em condomínios, apenas para moradores e até 30% da capacidade.
  6. Velórios, permitidas 10 pessoas de forma simultânea. Em caso de falecimento por covid-19, sem velório em hipótese alguma.