25.8 C
Goiânia
sábado, 13, abril 2024
- Anúncio -

Morre Barbosinha, um dos maiores ícones do rádio goiano, aos 75 anos

Colegas de trabalho contam que locutor passou por cirurgia para tratar um quadro de peritonite

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O locutor Henrique Barbosa dos Santos, conhecido por Barbosinha, morreu nesta quarta-feira (23). Segundo colegas de trabalho, a morte se deu em decorrência de um quadro de peritonite – uma inflamação no peritônio, membrana que envolve a cavidade abdominal e reveste os órgãos do abdômen.

Atualmente, o locutor apresentava o ‘programa do Barbosinha’ na Rádio Sucesso FM durante as madrugadas, horário em que sua voz ficou marcada na história do rádio goiano. Jornalistas da emissora relataram que o comunicador passou mal nesta terça-feira (22) e precisou passar por uma cirurgia com urgência.

Nas redes sociais, o governador Ronaldo Caiado lamentou a morte do radialista. “Foi com muita tristeza que Gracinha e eu recebemos a notícia do falecimento. Sem dúvidas, perdemos um dos radialistas mais icônicos do nosso Estado”, escreveu.

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, também homenageou o comunicador. “Construiu uma linda história de amor com o rádio e fez da comunicação uma ferramenta para promover o bem.

Sua voz continuará a reverberar no coração de ouvintes cativos”, declarou.

Legado

Barbosinha nasceu na cidade de Santa Maria da Vitória, na Bahia, em 7 de janeiro de 1947. No ano de 1966 se mudou para Goiânia, onde trabalhou na Rádio Clube, Rádio Jornal de Goiás, Terra FM, Rádio 99,5, Rádio Araguaia, Rádio Anhanguera, Mil FM e Sucesso FM.

Ele deixa três filhos, entre eles Rodrigo Barbosa, que também era apresentador na emissora em que Barbosinha trabalhava.

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -