22.8 C
Goiânia
sábado, 13, abril 2024
- Anúncio -

Lula vai à Argentina em sua primeira viagem internacional

Ainda na segunda-feira (23), é esperada na Casa Rosada uma declaração à imprensa ao meio-dia e assinatura de acordos

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Em sua primeira viagem internacional, o presidente Lula da Silva (PT) desembarca na Argentina, neste domingo (22). O petista deve deixar o Brasil às 18h — de acordo com a agenda presidencial.

O chefe do Executivo brasileiro cumpre agenda no país vizinho na segunda (23) e terça-feira (24). Com Lula, devem viajar os ministros da Fazenda, Fernando Haddad, ministro da Secretaria de Comunicação Social, Paulo Pimenta, além doutros nomes que ainda não foram divulgados até o momento que este texto foi publicado.

Ainda segundo a agenda do presidente, a participação dele na Celac será na terça-feira. E ele deve participar de encontros bilaterais com os países que solicitaram encontros com o político brasileiro.

Ainda na segunda-feira (23), é esperada na Casa Rosada uma declaração à imprensa ao meio-dia e assinatura de acordos. Segundo o secretário das Américas, embaixador Michel Arslanian Neto, a escolha de um país da América do Sul para a primeira viagem internacional de Lula busca passar a mensagem de que o Brasil quer retomar os laços com a região.

Ainda segundo o Planalto, diversos temas serão tratados durante a visita, como integração energética, investimentos, meio ambiente, defesa e combate a ilícitos.

Antes mesmo de Lula ser eleito, havia um discurso por parte da base do presidente que o Brasil deveria retomar o seu prestígio e liderança na América Latina, já que, segundo essa mesma base, o país teria “andado para trás” com o governo passado.

Após viagem à Argentina, Lula da Silva irá ao Uruguai seguindo sua agenda internacional. Neste fim de semana — ainda no Brasil –, o presidente teve que resolver alguns problemas sérios, por exemplo, a demissão do comandante do Exército Júlio César de Arruda em meio à tensão entre governo e alguns militares e, também, a crise sanitária com o povo indígena yanomami, em Roraima, estado que Lula visitou, neste sábado (21), para mitigar os impactos dessa situação.


Leia mais: Presidente Lula demite comandante do Exército

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -